Saúde de Rondonópolis alerta população para a prevenção contra as ISTs durante o carnaval

Foto: Assessoria



Com a chegada das festividades de um dos eventos mais populares do Brasil, o carnaval, aumenta a preocupação dos profissionais da saúde quanto à prevenção de doenças, principalmente as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). Nesta sexta-feira (21) a Secretaria Municipal de Saúde começa a intensificar a distribuição de preservativos masculinos e femininos.

Todas as unidades de saúde receberam lotes de preservativos e estão disponibilizando gratuitamente para a população. A gerente do departamento de Ações Programáticas da Secretaria de Saúde, Mariuva Valentin Chaves, reforça que a prevenção é o melhor caminho para evitar complicações futuras com a saúde e pede que as pessoas procurem as unidades e retirem seus preservativos.

Para a campanha durante o carnaval a Saúde também vai disponibilizar os preservativos para retirada em postos de combustíveis, casas noturnas, casas de shows, espaços onde serão realizados eventos alusivos à festividade e também em associações de moradores.

A ação intensificada neste período tem o foco voltado para a prevenção de doenças e infecções sexualmente transmissíveis por meio de relação sexual sem uso de preservativo ou de outras formas de contato. “Queremos que a população curta o carnaval com consciência, segurança e tranquilidade para evitar preocupações depois da folia”, comenta.

Apesar da concentração de esforços para orientação e conscientização da população o número de pessoas infectadas pelo HIV tem aumentado. Em Rondonópolis, no ano passado foram 160 homens e 61 mulheres, sendo que em 2018 foram registrados 141 homens e 42 mulheres, de acordo com dados do Serviço de Atendimento Especializado (SAE).

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde em Mato Grosso, entre os anos de 2011 a 2019, foram notificados 3.376 casos de HIV em adultos o que continua sendo um grande desafio para a saúde pública. Em caso de suspeito de contagio é fundamental buscar um diagnóstico precoce para que sejam tomadas as devidas ações de adesão, tratamento e acompanhamento.