Reabertura do mercado japonês a produtos avícolas do Mato Grosso do Sul

Mapa

Mapa

Wikimedia Commons

Reabertura do mercado japonês a produtos avícolas do Mato Grosso do Sul

O Japão anunciou, em 20 de outubro, a reversão da medida de suspensão imposta à compra de carne, ovos e subprodutos de aves produzidas no Mato Grosso do Sul. A suspensão havia sido adotada após a detecção de caso isolado de influenza aviária de alta patogenicidade (IAAP) em ave de subsistência, no município de Bonito, em 16 de setembro.

As autoridades do Ministério da Agricultura, Florestas e Pesca do Japão (MAFF) reconheceram, uma vez mais, o rigor nos controles sanitários realizados no Brasil, demonstrado na pronta resposta às ocorrências ocasionais da enfermidade, identificadas no país desde maio último, apenas em aves silvestres e de subsistência. O Brasil continua a ser um dos únicos países a manter o “status” de zona livre da IAAP em granjas comerciais, conforme o protocolo da Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA).

Em 2022, o Mato Grosso do Sul exportou mais de 29 mil toneladas de carne de aves ao Japão, no valor de US$ 68,7 milhões, ou cerca de 3% do total do comércio brasileiro do produto com aquele país, de USD 945 milhões. No período, não houve registro de exportação de ovos ou aves vivas do estado para o Japão.

O levantamento da suspensão temporária anteriormente imposta pelo MAFF reflete a boa comunicação entre as autoridades sanitárias e o trabalho coordenado entre o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE).

+ Acessados

Veja Também