Qualificação: FAT vai investir mais de R$ 600 mi em 2016

tráfego de caminhões em rodovias federais terá restrições nos feriados de 2016

O secretário-executivo do MTE, Francisco Ibiapina, declarou na quarta-feira (23), que o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) vai investir mais de R$ 600 milhões em qualificação profissional no ano que vem. As ações serão financiadas pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e incluem R$ 427 milhões destinados a qualificação social e profissional no Sistema Nacional de Emprego (Sine).

A informação foi destacada nesta quarta-feira (23), durante abertura da 3ª Conferência Anual de Recursos Humanos em Energia na América Latina, no Rio de Janeiro. O secretário-executivo representou o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias no evento que discute as demandas e os desafios dos profissionais de RH no setor de energia e conta com a presença de representantes da indústria de Petróleo e Gás, Mineração, Petroquímica, Utilitários, além de representantes de governo.

Na apresentação, Ibiapina destacou ainda que outros R$ 180 milhões serão aplicados na Universidade do Trabalhador. “Essa é uma modalidade de curso de qualificação à distância (QAD) que o Ministério do Trabalho pretende implementar ainda este ano, dentro do pacote de melhorias no órgão e que visam a modernização de sua estrutura e formação dos trabalhadores”, declarou.

O secretário-executivo explicou que o MTE e o governo brasileiro consideram essencial investir em capital humano e democratizar o acesso à formação profissional. “Temos o compromisso de fortalecer as ações destinadas a intensificar a qualificação profissional, com vistas a facilitar o acesso dos trabalhadores, em geral, ao mercado de trabalho, a empregos de qualidade e ao trabalho decente – e, em particular, às mulheres e aos jovens”, defendeu.