Projeto ‘O Bairro Que Eu Quero’ da TVCA recebe de Botelho Moção de Aplausos

Da Assessoria

Da Assessoria

Foto: Tchélo Figueiredo/ALMT

Projeto ‘O Bairro Que Eu Quero’ da TVCA recebe de Botelho Moção de Aplausos

Homenagem solicitada por Botelho foi aprovada na sessão do dia 18 de outubro

A Televisão Centro América (TVCA), afiliada da rede Globo em Mato Grosso, recebeu Moção de Aplausos por mais uma edição do projeto O Bairro que Eu Quero, exibido no programa MT1 e apresentado pelos jornalistas Cleto Kipper e reportagens de Luiz Gonzaga Neto. Nesta quinta-feira (26), a honraria foi entregue pelo presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado estadual Eduardo Botelho, ao diretor de conteúdos da emissora, Orlando Loureiro.

Botelho é defensor de melhorias para as comunidades e está presente nos bairros da Capital e do interior levantando demandas e propondo indicações, emendas e projetos que atendem os anseios da população. Ele explicou que a homenagem é o reconhecimento pelo jornalismo comunitário da emissora, que cumpre papel social relevante ao mostrar os problemas e dar voz aos moradores dos bairros.

“O Bairro Que eu Quero!” também disponibiliza o “Reloginho”, que marca o prazo para a solução dos problemas levantados. Buracos nas ruas, falta de iluminação nas vias, postos de saúde lotados, ausência de vagas em creches, entre outros, problemas enfrentados pela população.

https://youtube.com/watch?v=d3oTgQAOvs4%3Ffeature%3Doembed

O quadro disponibiliza, ainda, o totem do BQQ, painel onde os moradores respondem a pesquisa “A Cidade Que eu Quero”, durante as reportagens. “O programa ajuda a cobrar soluções para situações de conflitos vivenciadas pelos moradores de Cuiabá. Por isso, quis formalizar esse reconhecimento com Moção de Aplausos à TV Centro América”, afirmou Botelho.

Ao agradecer a homenagem, o diretor de conteúdos, Orlando Loureiro, disse que o projeto BQQ já vem sendo realizado há alguns anos e que o projeto visa diminuir a distância entre quem vive o problema e quem consegue resolvê-lo. “Ficamos envaidecidos pelo reconhecimento da ALMT. Quando a gente cria um projeto, queremos que dê resultados. E, se é visto por outras instituições, pelos poderes do Estado, ficamos felizes. Mas o mantra do jornalismo é ser útil à comunidade, dando voz a quem precisa”, explica Loureiro.

Dar voz ao cidadão – Para Botelho, é precioso o trabalho da Imprensa. “O Bairro que Eu Quero é muito importante para o cuiabano. A imprensa é o quarto poder e tem sido mediadora, dando voz ao cidadão e as reivindicações. Pois muitas vezes, a pessoa não sabe mais a quem recorrer. Aí, o programa expõe o problema para que seja, de fato, resolvido”, reconhece o deputado.

Destaques

Veja Também