Projeto ‘Escola Segura’ afasta criminalidade do ambiente escolar em MT

Projeto ‘Escola Segura’ afasta criminalidade do ambiente escolar
Alunos com os policiais militares em Sinop - Foto por: PMMT

A Ronda ‘Escola Segura’, projeto realizado pela Polícia Militar de Mato Grosso, vem transformando o ambiente das comunidades escolares onde a ação é desenvolvida. Com patrulhamentos rotineiros, visitas, palestras informativas e contato direto com alunos e professores, os policiais militares levam segurança às escolas estaduais e municipais, aproximando a população da PM e afastando a criminalidade do ambiente escolar.

Na cidade de Sinop, o projeto atende 42 escolas e um público de 30.799 alunos, sendo 14.399 da rede pública estadual e 16,4 mil da rede municipal. São atendidos estudantes da educação infantil, ensino fundamental, médio e o de Jovens e Adultos (EJA). Em Sorriso, o projeto ‘Escola Segura’ alcança 38 escolas da rede pública e um público de 20.945 jovens da rede municipal e estadual.

O coordenador da ronda escolar em Sinop, Tenente Felipi Lessa explica que, ao se aproximar da população, a PM ganha parceiros no combate e prevenção à criminalidade e que a implantação do projeto reduziu as ocorrências nas unidades escolares. “Para atingir os objetivos do projeto, a Polícia Militar assessora a comunidade escolar a encontrar os caminhos da segurança com trabalhos de reflexão, palestras e organização para ações educacionais. Este é um trabalho preventivo que tem muitos efeitos. O contato direto com crianças e adolescentes faz toda a diferença na vida deles e dos policiais também”, diz o tenente Lessa.

As palestras educativas realizadas pelos policiais conseguem afastar o tráfico de drogas da escola e evita que os alunos sejam cooptados pelo crime. Em Rondonópolis, todas as escolas da rede estadual e municipal da cidade são atendidas pela ronda da “Escola Segura”. As equipes da PM que atuam no projeto no município, em sua maioria, são formadas por mulheres policiais, que diariamente conversam com alunos, coordenadores e professores sobre temáticas que precisam ser abordadas em cada unidade ou turma escolar. A partir das informações são realizadas palestras dirigidas para cada ciclo de idade.

O comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondonópolis, o tenente-coronel Gleber Candido diz que o projeto ‘ Escola Segura’ vai muito além de policiamento: as ações preventivas e orientações dos militares nas escolas formam pessoas melhores. “A nossa presença nas escolas fez parar as ocorrências nas instituições de ensino. A PM tomou de volta a hierarquia e disciplina, hoje, os professores se sentem seguros para dar suas aulas. O objetivo é estreitar o laço com a comunidade e oferecer uma sensação de segurança”, explica o tenente-coronel Candido.