Produtores deverão vacinar todo o rebanho bovino a partir de 1º de maio

novas regras são definidas para a pesca da tainha

A partir de 1º de maio os produtores mato-grossenses devem vacinar todo o rebanho bovino e bubalino contra a febre aftosa. A primeira etapa de 2017 da campanha de vacinação contra a doença segue até o dia 31 de maio. Diferente dos últimos anos, nesta etapa todos os animais deverão ser vacinados pois o calendário foi invertido em 2016. Portanto, em maio serão vacinados os animais de mamando a caducando e em novembro os animais de 0 a 24 meses.

“A alteração, aprovada pelo Ministério da Agricultura, atende ao pedido dos produtores de Mato Grosso, pois em maio as chuvas são menos frequentes do que em novembro, facilitando assim o manejo dos animais. Além disso, novembro é um mês em que os produtores que fazem Integração Lavoura-pecuária (ILP) estão semeando a soja e a vacinação de todo o rebanho gera mais trabalho do que em apenas nos animais jovens”, explica Antônio Carlos Carvalho de Sousa, diretor da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato).

A febre aftosa é uma doença viral altamente infeciosa que acomete os animais biungulados. Sua ocorrência representa veto a mercados importantes e, consequentemente, prejuízos econômicos para o setor, por isso a importância de proteger o rebanho da doença por meio da vacinação. Os produtores também precisam fazer a comunicação da vacina e a atualização do rebanho junto ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) até o dia 10 de junho.

De acordo com a Lei Nº 10.486, de 29 de dezembro de 2016, quem não respeitar o calendário de vacinação poderá ser penalizado com o pagamento de multas no valor de uma Unidade de Padrão Fiscal (UPF) por cabeça não vacinada.

A Famato, entidade de classe que representa 90 Sindicatos Rurais de Mato Grosso, desenvolve ações institucionais que garantem que a voz do produtor rural seja ouvida em diferentes instâncias. Lidera o Sistema Famato, composto pela Famato, Senar-MT, Sindicatos Rurais e o Imea. Quer saber mais sobre nossas ações? Acompanhe nossas redes sociais pelowww.facebook.com/sistemafamatoe @sistemafamato (instagram e twitter) #OrgulhodeSerAgro #SistemaFamato #Famato.