Primeira-dama de Cuiabá encerra dia 1 da força-tarefa de enfrentamento ao frio com sopão em bairro carente

Primeira-dama de Cuiabá encerra dia 1 da força-tarefa de enfrentamento ao frio com sopão em bairro carente

Foram seis frentes de trabalhos nos bairros com o alcance total de 1.326 famílias e mais de 1 mil donativos

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, encerrou o 1ª dia da Força-tarefa de Enfrentamento ao Frio  criada para ajudar famílias e pessoas em vulnerabilidade social durante o intenso frio causado por uma forte massa de ar polar que chegou a Cuiabá, nesta quarta-feira (28), no bairro Novo Milênio. A ação é coordenada pelo Núcleo de Apoio à Primeira-dama com auxílio logístico da Prefeitura de Cuiabá, via diversas secretarias.

No total, foram seis frentes de trabalhos  com o alcance total de 1.326 famílias e mais de mil donativos compostos por cestas de alimentos, absorventes (Cuiabá Por Elas), kits de higiene, cobertores e itens de frio doados pelos servidores municipais. Além disso, quatro ações de sopão foram realizadas no período noturno nos bairros Praeirinho, São João Del Rey, Jardim Fortaleza e Jardim Paiaguás.

Segundo a primeira-dama, a importância dessa refeição está além dos alcance social e atrelado à saúde dessas pessoas em situação de vulnerabilidade social. “Nós precisamos pensar que nos dias de frio é importante manter a alimentação e ficar nutridos para evitar doenças. O corpo gasta mais energia no frio e é preciso repor e o sopão é cheio de nutrientes próprios para isso. O sopão é uma atitude do ponto de vista social realizada em todo país que mostra a solidariedade das pessoas e aqui não é diferente”, disse.

O sopão do bairro Novo Milênio abrange a região do São João Del Rey e alcança, em média, 50 a 70 pessoas

“Eu trabalho no bairro há muito tempo com alimentação e alavancarmos o projeto novamente que estava parado por conta da pandemia. Nós temos 50 pessoas no cadastro, mas atendemos mais que vão chegando. É uma alegria poder contribuir nesses dias de frio porque ajuda muito essas pessoas que, muitas vezes, não tem nada pra comer”, destacou Maria Amparo, presidente do bairro Novo Milênio.

Noticias Relacionadas