Preso mais um suspeito do roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos

Justiça decreta prisão de envolvidos no roubo de ouro em Guarulhos
TV Brasil



Agentes da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil de São Paulo, prenderam um homem envolvido em um roubo a carro-forte ocorrido em março de 2018, em Santa Catarina, e suspeito de participar da quadrilha que roubou mais de 700 quilos de ouro no Aeroporto de Guarulhos, em julho de 2019.

A prisão ocorreu em Itanhaém, cidade do litoral sul do estado de São Paulo, na última sexta-feira (17). De acordo com nota da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o suspeito foi detido em cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça de Santa Catarina. No último dia 11, a polícia já havia prendido, em São Caetano do Sul (SP), um outro suspeito do roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos.

O roubo

Segundo a polícia, ao menos dez pessoas teriam participado do crime, que ocorreu em Guarulhos, em julho de 2019. As investigações indicam que o grupo chegou ao aeroporto em dois carros identificados como se fossem viaturas da Polícia Federal. Fortemente armados, teriam rendido os funcionários que faziam a manipulação da carga, obrigando-os a transferir o ouro para um dos veículos.

A polícia acredita que a entrada dos ladrões foi facilitada pelo supervisor de logística, que afirmou ter sido rendido na noite anterior. O metal, dividido em 31 malotes, tinha como destino Nova York, nos Estados Unidos, e Toronto, no Canadá.