Presidente diz que se proposta de antecipação estiver dentro da legalidade será acatada

Presidente diz que se proposta de antecipação estiver dentro da legalidade será acatada

Grupo de 14 vereadores está propondo a antecipação das eleições da Câmara

O presidente da Câmara de Vereadores, Roni Magnani (SD) disse durante a reunião da Ordem do Dia, realizada na tarde desta terça-feira, que o pedido de antecipação das eleições para a mesa diretora da Câmara, feito por um grupo de 14 vareadores poderá ser acatado, deste que esteja dentro das regras da legalidade. “Se estiver dentro da Legislação vai ser aceito”, disse o parlamentar, após o vereador Investigador Gerson (MDB) explicar que a proposta estava no protocolo.

O grupo dos 14 vereadores deve eleger o vereador Júnior Mendonça (PT) como presidente e Adonias Fernandes (MDB) como primeiro secretário, caso as eleições realmente forem antecipadas. Estão fora do grupo os vereadores Dico (SD), Roni Carodoso (SD), Dr Jonas (SD), Cláudio da Farmácia (MDB), Beto do Amendoim (PTB), Dr Manoel (SD)  e Roni Magnani (SD).

A medida deve ser votada na sessão desta quarta-feira (21) e com segunda votação marcada para o dia 28. A eleição, caso seja antecipada será realizada no dia dois de agosto.

Na Legislatura de 2017 a 2020, os vereadores também anteciparam o mandato no segundo biênio. No entanto, a proposta na época partiu da mesa diretora.

 

Noticias Relacionadas