Prefeitura participará de ato para implantação de escritório social em Jaciara

Prefeitura participará de ato para implantação de escritório social em Jaciara

GMF convida representantes de instituições e sociedade civil para reunião que abordará metodologias do Escritório Social.

Prefeitura de Jaciara, instituições, sociedade civil e população em geral,  foram convidados pelo Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e Socioeducativo do Estado de Mato Grosso (GMF-MT),  do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que tem como coordenador o juiz Geraldo Fernandes Fidelis Neto, para participar de um ato que apresentará metodologias do escritório social e terá  assinatura do termo de adesão para implantação do equipamento  no município.

O ato será realizado nesta segunda-feira (16.05),  a partir das 13 horas,  nas dependências  do Fórum de Jaciara, situado na Rua Potiguaras, nº 1019, no Jardim Aeroporto.

Para onde até, foram, também, convidados pelo TJ representantes da sociedade civil, policiais penais, igrejas, clubes de serviço, entidades sem fins lucrativos, associações de bairro e de moradores, CDL, Lojas maçônicas, comerciários, Centros de Tradição, grupos culturais, familiares de pessoas privadas de liberdade e egressos. Todos foram convidados por meio de ofício assinado pelo coordenador do GMF e  juiz Geraldo Neto, juiz titular da Comarca de Jaciara, Ednei Fereira dos Santos,  e pela prefeita Andréia Wagner, que confirmou presença.

Primeiro encontro – A  primeira reunião  sobre  a instalação do escritório, entre representantes do Poder Executivo Municipal e  Judiciário,   ocorreu na última segunda-feira (9).

“Nossa intenção é que todos os egressos do sistema prisional, quando conseguirem a sua liberdade, possam estar qualificados em uma profissão e ter garantia de que serão empregados. Os escritórios sociais vão fazer toda essa relação entre o egresso, o empresariado e o próprio governo”, conta o supervisor do GMF, desembargador Orlando Perri.

O Escritório é um equipamento público de gestão compartilhada entre os Poderes Judiciário e Executivo, responsável por realizar acolhimento e encaminhamentos das pessoas egressas do sistema prisional e seus familiares.

Jaciara deve ser o segundo município do interior a ter o Escritório, pois além de Cuiabá, que conta com o equipamento desde 2020, Mirassol d’Oeste já iniciou a instalação. Ainda há previsão para este ano abrir unidades em Cáceres, Nova Xavantina, Juína e Sorriso. Os cinco municípios foram selecionados por estarem entre os que contam com maior número de pessoas com privação de liberdade.

O objetivo do Escritório é promover o acolhimento, a singularização do atendimento, a mobilização de instituições e a formação da rede no território, possibilitando a oferta permanente de grupos com usuários e familiares, atendimentos individuais, oficinas e atividades relacionadas ao trabalho, cultura, educação e lazer.

(Com informações do TJMT)

Noticias Relacionadas

Novidades do PH! Deseja receber notificações sobre as atualizações mais recentes? Não Sim