Prefeitura de Rondonópolis recebe 690 câmeras do Vigia Mais MT e inicia procedimentos para instalação

Picture of Da Assessoria

Da Assessoria

Assessoria

Prefeitura de Rondonópolis recebe 690 câmeras do Vigia Mais MT e inicia procedimentos para instalação

Compartilhe:

A Prefeitura de Rondonópolis, por meio do Gabinete de Apoio à Segurança Pública (Gasp) e o Departamento de Tecnologia de Informação do Município, deve dar início a instalação das primeiras câmeras do programa de videomonitoramento, Vigia Mais MT, nesta semana. Nesta sexta-feira (14), a Prefeitura finalizou o processo de adesão ao programa junto ao Governo do Estado e já recebeu os 690 equipamentos que serão instalados.

Os equipamentos de videomonitoramento integram câmeras fixas, câmeras que se movimentam e ainda 40 OCRs, que são as câmeras que identificam restrições em tempo real pelas placas de veículos.

O coordenador do Gabinete de Apoio à Segurança Pública do Município (Gasp), Valdemir Castilho Soares, o Biliu, e o chefe do Departamento de Tecnologia da Informação, Éder de Oliveira, estiveram em Cuiabá nesta sexta-feira para tratar do programa na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), com o superintendente do Ciosp, delegado Cláudio Álvares Sant’ana, acompanhado do vereador Subtenente Guinancio, do comandante da Polícia Militar de Rondonópolis, tenente-coronel Lauro Osório e do coronel Fernando Augustinho de Oliveira Galindo, comandante do 4º Comando Regional da PM.

Segundo Biliu, a intenção do Município é instalar as 10 primeiras câmeras a partir desta segunda-feira (17) para dar início aos testes de implantação do sistema de monitoramento. Essas primeiras unidades devem ser instaladas pela própria Prefeitura, por meio da equipe do Departamento de Tecnologia de Informação.

“Vamos também dar início ao processo para abrir a licitação para contratar a empresa que vai realizar a instalação de todas as câmeras e fazer manutenção do sistema, já que o Estado forneceu os equipamentos e caberá ao Município instalar e fazer a manutenção”, explicou.

O coordenador do Gasp destacou que as câmeras terão monitoramento em tempo real feito pelo Ciosp e as imagens permanecerão armazenadas no sistema pelo período de 10 dias.
 
Além de serem utilizadas pelas forças de segurança, o sistema de videomonitoramento poderá ser acessado pelo Município. “Teremos acesso ao aplicativo do sistema que poderemos usar, por exemplo, para identificar ações de depredações do patrimônio público e para o trânsito”, exemplificou.

Biliu ressaltou ainda que entidades da cidade que tiverem interesse também poderão entrar em contato com a Secretaria de Segurança Pública para firmar convênios para monitoramento.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também