Prefeitura de Rondonópolis entrega obras de reforma do Hospital da Criança

Foto: Assessoria

O Hospital da Criança “Wilma Bohac Francisco”, antigo “P.A. Infantil”, foi entregue nesta quarta-feira (8) após passar por obras de reforma e ampliação, um investimento de R$ 839,7 mil com recursos próprios. O hospital foi totalmente readequado e está pronto para o atendimento infantil. A unidade conta com novos espaços, como por exemplo, a brinquedoteca e o fraldário.

Além disto, o hospital conta com aparelho de raio-X, mobiliário novo, aparelhos de ar-condicionado novos, canalização de gases medicinais já instalados nas paredes (eliminando os perigosos cilindros internos) e, um espaço de recepção mais amplo, entre outros.

Toda a estrutura do hospital foi revitalizada, com a troca de telhado e piso, janelas e portas e a construção de uma entrada separada para o acesso das viaturas com pacientes transportados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192).

Durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (8) no local, o prefeito Zé Carlos do Pátio falou da entrega do hospital infantil e das ações de combate a Covid-19.

“Estamos entregando o P.A. Infantil é mais uma das metas nossas para nos prepararmos para esse momento difícil de coronavírus, estamos tirando do lado da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e trazendo para cá. A partir de agora vamos entrar no hospital de retaguarda da UPA para fazer uma reforma geral. Lá será nosso hospital de guerra, de campanha, onde vamos receber as pessoas contaminadas pelo coronavírus” explicou o prefeito.

AÇÕES DA PREFEITURA
Dentre as ações efetuadas pela Prefeitura de Rondonópolis estão as adequações do antigo PA, no Jardim Santa Marta que juntamente com a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), serão exclusivos para o tratamento de pacientes de coronavírus.

A Prefeitura está investindo cerca de R$ 20 milhões para a compra de equipamentos médicos e adequação de espaços. “Saiu ontem (7) daqui um caminhão nosso dando retaguarda indo para Vitória (ES) para buscar mais respiradores e equipamentos para preparar o momento mais difícil do coronavírus” ressaltou Pátio.