Prefeitura de Rondonópolis começa a estruturar os Loteamentos de Interesse Social Urbanizados

Divulgação

A Prefeitura Municipal adquiriu recentemente com o aval da Câmara Municipal, duas áreas num total de 72 hectares para realizar assentamento de famílias carentes no município de Rondonópolis.

A primeira área, localizada nas proximidades do residencial Alfredo de Castro, totaliza 44 ha. Nesse local, segundo informações da Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo, depois de observadas as garantias de reserva de espaço para áreas de interesse publico e futuras construções de edificações públicas como praças, escolas, creches etc., deverão ser viabilizados 625 lotes urbanizados com medidas de 10x20m, ou seja, áreas de 200 m2 para cada morador sorteado e inscrito no programa habitacional.

Já a segunda área, localizada na região do Pedra 90 tem 28 ha., e deverá ser dividida em 425 lotes da mesma metragem. No total serão instaladas 1.050 famílias carentes nesse primeiro momento.




Ao que consta, conforme a secretaria, o município de Rondonópolis conta hoje com cerca de 14 mil inscritos no programa, aguardando uma moradia.

Segundo as informações, serão atendidas basicamente, as pessoas previamente inscritas no SISHAB e que atendam aos critérios sociais estabelecidos no referido programa social. Conforme consta, as assistentes sociais já estão realizando visitas domiciliares, e análises sociais, numa espécie de filtragem de prioridades de atendimento (triagem), as famílias mais carentes e que se encaixem nas exigências legais do programa serão beneficiadas.

No lado prático, a prefeitura já está realizando trabalhos de infraestrutura, como levantamentos topográficos, para efetivas demarcações e abertura de ruas; bem como, a confecção dos projetos de pavimentação e drenagem; e ainda, instalação de rede de abastecimento de água, esgoto sanitário e, coleta de lixo.

Ainda conforme a secretaria municipal de habitação, os trabalhos de levantamentos topográficos, para demarcações e abertura das ruas, já estão sendo realizados e a expectativa da prefeitura é fazer a entrega dos loteamentos sociais, o mais rápido possível, concluindo possivelmente até o fim de dezembro.

Todavia, caso não seja possível, em razão dos trâmites burocráticos das análises sociais, a conclusão e entrega dos terrenos deverá ocorrer a partir de janeiro.