Prefeitura de MT alega incêndio criminoso em ponte e pede à polícia investigação

Segundo a prefeitura, a ponte precisava de reparos, mas estava transitável.

Foto: Prefeitura de Nossa Senhora do Livramento/Divulgação

Uma ponte de madeira na MT-452, na comunidade de Figueiral, em Nossa Senhora do Livramento, a 42 km de Cuiabá, foi incendiada na noite de terça-feira (20). A prefeitura alega que o incêndio foi criminoso e pediu à Polícia Civil investigação.

O prefeito Silmar de Souza Gonçalves assinou o ofício de nº 169/2020 e deve encaminhá-lo à delegacia nesta quinta-feira (22).

O documento descreve que o município possui uma área territorial e uma população de pouco mais de 11 mil habitantes, sendo que mais de 70% deles residem na zona rural, em sítios e fazendas, e nas mais de 90 pequenas comunidades rurais espalhadas pelo território papa-banana.




O município possui uma extensa malha viária de mais 1.700 km e, por consequência disso, mantém mais de 150 pontes de madeira que demandam constante manutenção.

Segundo a prefeitura, a ponte precisava de reparos, mas estava transitável.

“Os reparos que exigia na ponte eram mínimos, assim não conseguimos entender qual a real intenção do agente em cometer um crime dessa magnitude. Cabe ressaltar que além de dano ao patrimônio público a conduta do agente colocou em risco a vida de pessoas eis que ao chegar no local, a equipe desta Prefeitura já encontrou a ponte totalmente consumida sem que houvesse qualquer espécie de sinalização para impedir que condutores desavisados fossem vítima de acidente no local”, diz em trecho do documento.

Uma equipe da Secretaria Municipal de Obras acompanhada de um Procurador Municipal foi ao local para coletar mais informações e verificar quais medidas deveriam ser tomadas para desobstruir o trânsito na estrada.

Uma sinalização foi improvisada no local até a chegada de máquinas para realizar um desvio na região.

A suspeita, segundo a prefeitura, é de que o atentado tenha motivação política devido ao período de eleições.