Prefeito recebe deputado e coronel para discutir implantação da escola militar em Rondonópolis

29 diretórios estaduais ainda não prestaram contas ao tre; prazo termina terça-feira



A implantação de uma unidade da Escola Militar em Rondonópolis deve ocorrer ainda neste ano graças a uma parceria do município e do Governo do Estado. A ação que é um anseio da população rondonopolitana ganhou ainda mais força após o prefeito Zé Carlos do Pátio receber na última segunda-feira (3) em seu gabinete, o deputado estadual Sebastião Rezende e o coordenador da Escola Militar Tiradentes, o tenente coronel Max Roberto.

O chefe do executivo explicou que a ideia é implantar a escola estadual militar no bairro Jardim Maria Tereza, mas que em razão da obra estar parada houve a decisão de ocupar outro espaço provisoriamente para abrigar a unidade.

“Como a obra está parada e o governo está licitando novamente esse mês, nós precisávamos de um espaço para começar implantar a escola Tiradentes de forma provisória, houve uma decisão aqui de usarmos o espaço da antiga DREC (Delegacia Regional de Educação e Cultura de Rondonópolis), onde já tem uma biblioteca municipal, ali podemos usar a quadra da escola EEMOP,” explicou Pátio.

De acordo com o prefeito, a implantação da escola Tiradentes no espaço deverá ocorrer de 30 a 40 dias e contará com as turmas da 7ª, 8ª e 9ª série. Após a conclusão da obra no bairro Jardim Maria Tereza a escola será implantada definitivamente no local.

O tenente coronel Max Roberto ressaltou que fundamental a parceria entre a Secretaria de Educação (Seduc), a Prefeitura Municipal e o Legislativo para a implantação da escola no município.

O deputado Sebastião Rezende garantiu que a Escola Tiradentes deve começar a funcionar ainda neste ano com todas as adaptações e reformas, graças ao empenho e disposição do governador Pedro Taques, do prefeito Zé Carlos do Pátio e do secretário Marco Marrafon.