Prefeito decide não licitar pátio e vai cobrar política de recuperação fiscal por parte do governo do Estado

Prefeito decide não licitar pátio  e vai cobrar política de recuperação fiscal por parte do governo do Estado

O prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (PSB), em comum acordo com os vereadores, decidiu que, por enquanto, não vai colocar em licitação, o pátio de busca e apreensão do município.  Pátio explicou que pretende aguardar uma posição do governo do Estado, antes de continuar o andamento do processo . “Ocorre que essa questão é de responsabilidade do Estado, vamos aguardar o Estado agir para, depois sim, vermos o que vamos fazer”, disse.

O prefeito reclamou, durante a coletiva, que apesar de ser uma medida que cabe ao estado, ele foi cobrado junto com a Câmara, nesta questão. “Não vejo ninguém cobrar os deputados estaduais ou o governador”, repetiu o prefeito, durante boa parte da coletiva.

Incomodado com a repercussão negativa, nos meios de comunicação, o prefeito esclareceu que deve emitir um documento, junto com a Câmara de Vereadores, cobrando do governo do Estado, uma política de recuperação fiscal de débitos de documentação destes veículos. “Na verdade, os nossos deputados deveriam fazer isso”, argumentou o prefeito.

No entanto, Pátio ainda se comprometeu em garantir o tratamento de pacientes de acidentes de trânsito, que estão internados no Hospital Regional, via convênio com a secretaria de Saúde, em hospitais da capital do Estado.

A proposta  que autoriza a prefeitura a licitar o novo pátio foi aprovada pela Câmara de Vereadores com 18 votos favoráveis.

Noticias Relacionadas