Prefeito de Rondonópolis e secretária de Saúde declaram que salários de médicos estão em dia

Picture of Da Assessoria

Da Assessoria

Foto: Wheverton Barros/Gcom

Prefeito de Rondonópolis e secretária de Saúde declaram que salários de médicos estão em dia

Compartilhe:

“Pagamos, não devemos nada”, declarou o prefeito José Carlos do Pátio e a secretária municipal de Saúde, Izalba Albuquerque, durante coletiva de imprensa para esclarecer sobre a paralisação de médicos por falta de pagamento. O evento ocorreu junto de uma reunião com parte dos vereadores por Rondonópolis e representante dos médicos no Paço Municipal na tarde desta terça-feira (14).

“O que aconteceu? Teve auditoria pela incompatibilidade de horários de plantão, como médico fazendo dois plantões. Teve que peneirar para ver realmente onde estavam as falhas”, explicou o prefeito.

O salário vigente de dezembro de todos os profissionais foi pago dentro do mês. No encerramento do ano é preciso fazer o fechamento do orçamento que é reaberto em janeiro, passando a despesa do exercício anterior de 2022 para 2023, dessa forma as despesas de serviço como pagamento de plantões feitos em dezembro pelos 130 médicos envolvidos puderam ser pagas agora.

De acordo com Albuquerque foi feito tudo que estava ao alcance para acelerar o pagamento, porém devido a inconsistência nos relatórios citando os plantões e por ser um processo de despesa de exercício anterior é preciso passar por três filtros, sendo a auditoria da secretaria municipal de Saúde, controle interno e auditoria da secretaria de Gestão de Pessoas.

“Esse processo não tem como deixar para corrigir no outro mês, divergências que foram encontradas nesses três filtros e que ele foi tendo que ser devolvido para ser corrigido. Essa gestão se preocupa com a saúde, reconhece a importância do profissional médico e está tomando todos os cuidados para não atrasar pagamento de plantões”, explicou a secretária.

O sistema faz cruzamento dos dados apontando quando há o mesmo médico na escala de plantão em dois locais em horário conflitante, por isso a necessidade constante de conferência. Atualmente nas unidades municipais de saúde há fiscal setorial para acompanhar a jornada de trabalho e evitar plantões simultâneos.

“São profissionais importantíssimos porque eles que fazem os plantões da nossa UPA, PA Infantil. São preponderante para nós, bons profissionais”, reafirmou Pátio encerrando a coletiva.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp