Prefeito anuncia a entrega oficial do Dutrinha com programação especial e jogo entre Cuiabá e Operário

Prefeito anuncia a entrega oficial do Dutrinha com programação especial e jogo entre Cuiabá e Operário

O prefeito Emanuel Pinheiro anunciou, por meio de live nesta terça-feira (25), os últimos detalhes e preparativos para entrega oficial do Estádio Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha, com uma programação especial em comemoração aos 70 anos do estádio prevista para começar no dia 31 de janeiro. Essa foi a maior obra realizada na estrutura do estádio desde sua construção, em 1952. O investimento, de cerca de R$ 2 milhões foi aplicado pela gestão e é coordenado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, em parceria com Secretaria de Obras e Serviços Urbanos.

“Na próxima semana o Dutrinha completa 70 anos e nós teremos uma vasta e linda programação como ele merece. Dia 31 abre o calendário de programação da semana do aniversário do Dutrinha e,  sábado dia 5, teremos a cereja do bolo e o templo do futebol Cuiabano sediará a disputa do campeonato Estadual entre Operário e Cuiabá”, declarou o prefeito.

A reforma teve início em fevereiro de 2019 e foi dividida em três etapas, sendo a primeira, orçada em R$ 450 mil, a de readequação do espaço para atender as medidas de segurança e acessibilidade. A segunda etapa, orçada em R$ 600 mil, foi a mudança de posicionamento dos postes de iluminação e a troca do gramado. Já a terceira, foi a construção do novo muro e modernização dos vestiários, que teve investimento de R$ 500 mil. Neste momento, alguns reparos finais estão sendo realizados para a entrega da obra.

O templo do futebol mato-grossense ainda vai reverenciar atletas que marcaram a trajetória do futebol cuiabano com bustos em tamanho real. São eles: Fulepa, Fernando Ferreira Leite (Goleiro do Mixto), Avião, Albino Gonçalves dos Santos (zagueiro do Dom Bosco), e Bife, José da Silva Oliveira (centro avante do Operário de Várzea Grande).

O Estádio Presidente Dutra pertencente à Prefeitura de Cuiabá desde julho de 2011 e foi declarado “Tombado como Patrimônio Histórico de Cuiabá-MT”, pela Lei Municipal 2.761 de 25/05/1990, de autoria do, à época, vereador Emanuel Pinheiro.  Entre 2010 e 2014 foi o principal estádio de Mato Grosso devido a demolição do Estádio Verdão para dar lugar a atual Arena Pantanal. No ano passado, o estádio chegou ser cedido, temporariamente, à Confederação Sul-Americana de Futebol e foi utilizado como centro de treinamento das seleções que participaram da Copa América.

Noticias Relacionadas