Preço do Big Mac sobe quase 50% no último ano no Brasil

Pixabay/Ilustrativa

Uma pesquisa feita pelo sistema Numbeo e divulgada pela plataforma de descontos online Cuponation registrou que o Brasil continua no ranking do Big Mac mais caro do mundo. Realizado há algumas semanas, o levantamento aponta que nosso país ocupa a 76º posição da lista, cobrando cerca de R$26 pelo combo do lanche mais popular do Mc Donald’s. 

O site de cupons já havia compartilhado em 2019 um estudo semelhante a este criado pelo programa de estatísticas americana Statista, na qual mostrava que, na época, os brasileiros pagavam somente R$18 pelo mesmo pedido. 

Como o Big Mac é e sempre foi um dos maiores sucessos do cardápio do Mcdonald’s no Brasil, o Cuponation levantou o crescimento exponencial da compra e calculou que no último ano o preço do Big Mac cresceu por volta de 44,44% em todo o país. 




O valor da compra, é claro, não subiu somente em território nacional. Conforme a pesquisa da Numbeo, a Suíça é o país que atualmente paga mais caro pelo combo, em torno de R$85,16. Israel e Islândia ocupam o segundo e terceiro lugares, onde os cidadãos precisam desembolsar R$81,72 e R$70,03, nesta ordem. Confira a pesquisa completa no infográfico do Cuponation.

No entanto, o aumento do lanche não foi o suficiente para a melhora do lucro da franquia. Devido ao fechamento dos restaurantes durante a pandemia do coronavírus, as vendas deste ano foram fracas e o faturamento do McDonald’s diminuiu 17% no mundo inteiro, de acordo com o balanço sobre o primeiro trimestre fiscal de 2020 da empresa.