Preço da gasolina e do etanol cai em Cuiabá no início deste ano

crise econômica pode trazer oportunidades de investimento, avalia especialista

O preço dos combustíveis teve um reajuste novamente no início do ano, porém, dessa vez, favorável ao bolso do consumidor. No ano passado, alguns postos chegaram a cobrar R$ 3,29 pelo litro da gasolina e, R$ 2,99, do etanol. Por conta disso, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor de Mato Grosso (Procon-MT) iniciou uma fiscalização para verificar se os preços eram abusivos e, em seguida, os preços caíram cerca de R$ 0,30 centavos por litro.

A redução foi de 13% no etanol e 12% na gasolina. Em dezembro do ano passado, o Procon notificou 60 postos de combustíveis e cobrou explicações sobre os valores cobrados. Segundo o coordenador de fiscalização do Procon-MT, Ivo Vinícius Firmo, não é possível afirmar que a queda seja pelo reflexo da fiscalização, mas informou que o órgão continua fiscalizando os postos. “Estamos acompanhando justamente esse decréscimo no preço dos combustíveis e acompanhando os dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP) semanalmente que mostra tendência de queda”, disse.

O presidente Sindipetróleo, Nelson Soares Júnior, explicou que essa queda no preço da gasolina e do etanol pode durar pouco tempo. “Quando um posto aumenta o preço, o outro também aumenta, pois sabem que não irá conseguir manter as vendas sem praticar um preço equivalente”, afirmou.