Por falta de repasses, Santa casa de Rondonópolis suspende internações na UTI pediátrica

O que todos temiam aconteceu em Rondonópolis. A Santa Casa de Rondonópolis, suspendeu nesta quinta-feira (05) novas internações na UTI pediátrica.

O hospital já havia divulgado uma nota no dia 3, alertando sobre a falta de repasses e que as internações seriam suspensas.

A diretoria do hospital cobra também um reajuste na tabela de preços.

Ainda na nota, é informado que caso a situação não se resolva, os médicos devem paralisar completamente as atividades em 15 de julho.

O déficit na Santa Casa se explica, pois uma internação de paciente custa em média R$ 2.009,00 e o compromisso do governador era de pagar R$ 1.800,00.

Esse valor foi diminuído para R$ 1.500,00 e chegou a R$ 1.300,00.

O que resta para a população é saber quem não está realizando os repasses e quando a situação será resolvida.

Respostas

Por um lado a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informa que os repasses ao fundo de saúde de Rondonópolis, para o custeio das UTIs da Santa Casa, estão em dia.
Já o Ministério da Saúde não se pronunciou sobre o caso.