População abraça “Dia Mundial da Limpeza” e promove ação no Rio Vermelho

População abraça “Dia Mundial da Limpeza” e promove ação no Rio Vermelho
Assessoria

A população de Rondonópolis abraçou o movimento voluntário do Dia Mundial da Limpeza, o “World Cleanup Day”, realizado neste sábado (15) no Rio Vermelho.

O evento que tem como slogan “Corre um Rio Vermelho dentro do meu coração” acontece por meio de iniciativa do Juizado Volante Ambiental (Juvam), Ministério Público Estadual em parceria com a Prefeitura de Rondonópolis, cooperativas, empresas, ONGs e demais voluntários.

A ação teve início às 7h no Espaço Casario e contou com a adesão diversos voluntários que foram divididos em equipes para atuar em sete trechos com início pela ponte Aroldo Marmo de Souza até chegar a Vila Mamed.

“No Brasil temos mais de 350 municípios que estão participando desta ação e Rondonópolis faz parte deste projeto que expande por todo o planeta”.

“A proposta é a limpeza em sua concepção geral e em Rondonópolis foi escolhido pelo Juvam o foco foi o Rio Vermelho, este que nos abastece e a preocupação do futuro com a água,” destacou o coordenador do evento e secretário de Gestão de Pessoas do Município, Argemiro Pereira.

A juíza da Vara Volante Ambiental de Rondonópolis, Milene Beltramini, explicou a escolha do Rio Vermelho como foco da ação voluntária.

“O evento é realizado mundialmente e inscrevemos o município de Rondonópolis, eu defini o Rio Vermelho, mas sabia que precisaria de grandes parcerias foi quando o prefeito Zé Carlos do Pátio que disponibilizou todo o secretariado para essa grande ação”.

“O Rio Vermelho é de grande importância à vida em Rondonópolis, seja no presente ou futuro, tem que ter a responsabilidade em cuidar e ter esta consciência,” ressaltou a juíza Milene Beltramini.

O prefeito Zé Carlos do Pátio destacou a importância de valorizar o Rio Vermelho e a conscientização da população.

“Estamos construindo a ideia de colocar Rondonópolis de frente para o Rio Vermelho, nós já desapropriamos uma área e vamos fazer um parque ao lado do encontro das águas de aproximadamente cinco hectares que terá o recurso do fundo do meio ambiente”.

“O que queremos é deixar a cidade mais humanizada, mais limpa, que hoje conta com aterro sanitário e estamos fazendo a rede de esgoto, por isso quero chamar a participação da população para colaborar, pois a responsabilidade é de todos,” ressaltou o gestor.

O promotor Ari Madeira reiterou a importância da participação da população e das entidades e ressaltou que espera que o evento possa ser promovido mais vezes ao ano com maior número de voluntários e entidades.