Politec capacita servidores do interior e cartorários para emissão da nova carteira de identidade

Politec-MT

Politec-MT

Politec-MT

Politec capacita servidores do interior e cartorários para emissão da nova carteira de identidade

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) promove o curso básico de Identificação Civil e Criminal para servidores municipais e funcionários de cartórios do interior de Mato Grosso. Iniciada no dia 21 de agosto, a capacitação segue até 1º de setembro, com objetivo de ensinar os colaboradores a operarem os kits biométricos que são utilizados no processo de emissão da nova Carteira de Identidade Nacional (CIN). A capacitação vai garantir mais agilidade na confecção do documento.

Participam da capacitação 15 servidores dos municípios de Sorriso, Cláudia, Canarana, Luciara, Itiquira, Guiratinga, Colíder e Poxoréu, além de funcionários dos cartórios de Várzea Grande e Primavera do Leste e do Centro Estadual de Cidadania de Várzea Grande.

A etapa teórica foi realizada remotamente entre os dias 21 e 25 de agosto, e foi ministrada pelo papiloscopista Elthon Teixeira. Durante o treinamento foram apresentados conteúdos sobre a operacionalização do sistema de identificação civil, legislações, atendimento ao público, técnicas de coleta de impressões digitais e emissão de documentos de identificação civil e criminal.

Desde segunda-feira (28.08) ocorre, na sede da Politec, em Cuiabá, a etapa prática do curso, promovendo a imersão dos participantes em todo o processo de solicitação e emissão da CIN.

Elazi Sousa, servidor da Prefeitura de Luciara (a 1.020 km de Cuiabá), afirmou que o curso é importante para os colaboradores, sobretudo os mais distantes da Capital, se manterem atualizados sobre a emissão do novo modelo de carteira de identidade nacional.

“O curso está sendo muito proveitoso. Consigo aprender na prática como realizar o serviço. Levar capacitação aos servidores que estão distantes da Capital favorece a população, pois diminui o seu deslocamento em busca de informação e atendimento. É uma atitude ótima do Governo do Estado”, ressaltou.

Nova carteira de identidade nacional

O processo de emissão da nova identidade é feito por meio das unidades do Ganha Tempo ou em um dos 145 postos de atendimento da Politec. Para a solicitação do documento, basta levar o número do CPF e a certidão de nascimento ou casamento civil. No caso de menores de 16 anos é exigida a presença dos pais, munidos de seus documentos de identificação.

No documento, o requerente poderá solicitar a inclusão dos seguintes dados opcionais, desde que apresente o documento físico no ato da solicitação, sendo eles: Nome Social; Grupo Sanguíneo e Fator RH; DNI (Documento Nacional de Identificação); CID (Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde); NIS/PIS/PASEP; Certidão Militar; CNH (Carteira Nacional de Habilitação); Título de Eleitor; Identidade Profissional; Número do Cartão Nacional de Saúde (Cartão do SUS); CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social); e Símbolos Internacionais de Acessibilidade.

A primeira via da nova identidade é gratuita para as versões física, em cédula, e digital – que poderá ser acessada pela plataforma gov.br após a confecção da versão física. Já o modelo impresso em cartões de policarbonato tem a taxa de R$ 99,53 para emissão.

Apesar da mudança de modelo da carteira de identidade, a atualização passará a ser obrigatória apenas em 2032. Desta forma, quem ainda tem o documento de identificação dentro do prazo de validade (dez anos) não precisará fazer a atualização de forma imediata.

+ Acessados

Veja Também