Polícia divulga orientações para evitar assaltos em residências na época de férias

Projeto de lei quer homenagear militares mortos em defesa da sociedade
CCSMI/PMMT

Algumas orientações simples podem fazer a diferença e evitar furtos residenciais, principalmente nessa época do ano, quando famílias inteiras saem em viagens, deixando o imóvel, muitas vezes, sem a segurança adequada.

Para melhor proteger os bens,  a Polícia Militar de Mato Grosso orienta a população com dicas simples, que podem fazer a diferença:

Não viaje sem que ninguém saiba. É importante avisar familiares e vizinhos de confiança que viajará e, se possível, deixar alguém para ir até a residência periódicamente. Além disso, retire os objetos de valor, como eletrodomésticos e jóias, e deixe em um lugar seguro.

Avise o vizinho sobre a identidade da pessoa que vai até a casa. Dessa forma, qualquer movimentação estranha é motivo para que o morador tome providências. Roupa no chão ou uma janela aberta podem denunciar que algo não está conforme planejado.

Se o morador costuma deixar luzes acesas, é recomendado que o responsável pela segurança do local vá ligar a noite e desligar ao amanhecer. Deixar ligada 24h pode despertar a atenção de pessoas mal intencionadas.

“O morador deve deixar telefones de contato em local visível para que a comunicação seja direta. Em caso de arrombamento, por exemplo, uma viatura passa e checa a situação e não tem quem acionar por falta de um contato. Deixar uma ou mais opções de números”, explicou o comandante da 1ª Cia da PM do Centro de Cuiabá, tenente Marcelo Moessa de Souza.

Outra orientação muito importante é evitar divulgar fotos em redes sociais enquanto estiver fora. “Os bandidos são antenados e sabendo que não tem ninguém em casa procuram agir”, frisou o comandante.

O mesmo é válido para os grupos de whatsapp que o cidadão participa. “Não avise em grupos que vai viajar. Avise pessoas”, pontuou o militar.

As compras

Precaução e cuidado também devem ser levados em consideração pelos cidadãos na hora de ir às compras. Nessa época de Natal e fim de ano, a movimentação é maior.

As mulheres, em especial, devem ter cuidado com as bolsas. Seguindo as orientações da Polícia Militar, o zíper da bolsa deve estar voltado para o lado do corpo, nunca para o lado de fora.

O uso do cartão é o mais indicado. E em caso de dinheiro em espécie, levar somente a quantia que vai gastar, já sabendo o que vai comprar. Em caso de uma ação de roubo ou furto, não perderá tudo o que possue.

Quanto ao celular, evitar manuseá-lo na rua. Se tiver que atender ou ler uma mensagem, melhor entrar em um estabelecimento comercial.

“A distração facilita uma ação criminosa. Enquanto o cidadão está distraído, o suspeito está atento a uma oportunidade. A orientação é estar esperto e sempre olhando ao redor. E em caso de suspeitas, ligar imediatamente para o 190 para que a PM o aborde e evite ações criminosas”, destacou o tenente Moessa.

Em relação aos veículos durante as compras, o ideal é deixar em estacionamento pago. A iniciativa pode parecer cara, mas segundo Moessa, custa mais barato se considerar a possibilidade  de danos materiais.

Então, seja uma viagem ou compras no centro da cidade onde há mais movimentação, tenha como o hábito de perguntar a si mesmo “o que preciso fazer se vou viajar, se vou às compras”?  Isso ajudará a tomar os cuidados com menos chance de erros.