Polícia Civil localiza fugitivo de penitenciária em Cuiabá, condenado por latrocínio de pecuarista em Sinop

Picture of Polícia Civil-MT

Polícia Civil-MT

Foto: Polícia Civil-MT

Polícia Civil localiza fugitivo de penitenciária em Cuiabá, condenado por latrocínio de pecuarista em Sinop

O foragido foi localizado em uma cerâmica, no bairro Capão do Pequi, em Várzea Grande

Compartilhe:

Um fugitivo da Penitenciária Central do Estado, condenado a 27 anos por um latrocínio em Sinop, foi recapturado na manhã desta segunda-feira (18.03) por uma equipe de investigadores da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). O foragido foi localizado em uma cerâmica, no bairro Capão do Pequi, em Várzea Grande.

Oziel Rodrigues de Oliveira, de 33 anos, fugiu de um posto de trabalho extramuros no dia 18 de janeiro deste ano. Ele estava trabalhando na construção de uma escola, no bairro Pedra 90, quando abandonou o local e não foi mais visto.

Latrocínio em Sinop

Oziel foi condenado a 26 anos e dez meses de prisão pelo latrocínio do pecuarista Antônio Maronezzi, 59 anos, morto em maio de 2015, em Sinop. A vítima só foi localizada dois meses depois, quando o autor foi preso temporariamente pela Polícia Civil em Cuiabá e indicou o local onde ocultou o corpo do pecuarista.

Maronezzi desapareceu no dia 13 de maio daquele ano e as buscas coordenadas pela Divisão de Homicídios de Sinop mobilizaram os investigadores em diligências na capital e em municípios do médio-norte mato-grossense. No dia 19 de maio de 2015, a caminhonete Hillux da vítima foi encontrada na estrada Nanci, próximo à Gleba Mercedes, nos arredores onde a vítima possuía uma propriedade.

Após a prisão temporária do então investigado pelo crime, as buscas pelo corpo do fazendeiro foram concentradas na Gleba Mercedes, a mais 100 km de Sinop. Oziel confessou o  assassinado do pecuarista e disse que a intenção era trocar o dinheiro da venda da caminhonete por drogas.

No dia 02 de julho, a equipe de investigação da Divisão de Homicídios localizou o corpo do pecuarista. O autor do crime contou à equipe policial que pediu carona para a vítima, próximo ao Camping Club, e chegou a pedir dinheiro ao fazendeiro. Diante da negativa em dar o dinheiro, Oziel forçou a vítima a ir até a Gleba Mercedes, onde foi morta com golpes de faca e pauladas. 

Após executar o fazendeiro, Oziel roubou a camionete, porém, abandonou o veículo na estrada Nanci porque o veículo ficou sem combustível. Em seguida, ele foi a um bairro em Sinop, onde tentou vender o veículo e o celular roubados da vítima pelo valor de R$ 150,00 em uma boca de fumo. 

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp