Polícia Civil de MT e TO prendem casal acusado de golpes na venda de pacotes turísticos

Um casal acusado de aplicar diversos golpes na venda de passagens aéreas e pacotes turísticos teve o mandado de prisão cumprido, na quinta-feira (03.10) em uma ação integrada das Polícias Civis de Mato Grosso e Tocantins. O suspeito, W.I.S. (30 anos), e a sua esposa (40), estavam com ordens de prisões expedidas pela 4ª Vara Criminal de Cuiabá e foram localizados na cidade de Palmas (TO).

Eles são acusados de comercializar pacotes de viagem e posteriormente lesionar os clientes com suposto cancelamento das passagens. A prisão do casal aconteceu em um trabalho conjunto realizado pela Delegacia Especializada de Polinter e Capturas (Gepol), Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), Núcleo de Inteligência da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva) e Delegacia Especializada de Investigações Criminais do Tocantins.

Os suspeitos são alvo de investigações em aproximadamente 15 inquéritos policiais instaurados na Delegacia do Consumidor. Segundo as apurações, o casal possuía uma agência de viagem em que eram oferecidos pacotes com valores um pouco abaixo ao de mercado, atraindo o interesse de diversas vítimas, em especial casais e famílias.

Depois de fechado os pacotes, os suspeitos faziam a simulação da compra e com um localizador inválido, informavam aos clientes que a emissão das passagens estava finalizada, somente próximo a viagem as vítimas descobriam que as passagens não estavam confirmadas. Em um dos casos investigados, as vítimas da mesma família chegaram a embarcar para o destino, porém os suspeitos não fizeram a reserva do hotel na cidade e nem adquiriram as passagens de volta das vítimas.

Em todos os inquéritos finalizados na Decon, o delegado representou pela prisão dos suspeitos que foram deferidas pela Justiça. Na delegacia, ainda há dois procedimentos em andamento contra o casal. Após receber informações sobre paradeiro dos suspeitos, a equipe da Polinter entrou em contato com a Polícia Civil de Tocantins que deu cumprimento aos mandados de prisão expedidos pela Justiça de Mato Grosso.

Segundo as informações, o casal estava aplicando o mesmo tipo de golpe em Tocantins, sendo realizado vários boletins de ocorrência contra o casal no Estado. Após terem as ordens judiciais cumpridas, os suspeitos passaram por exame de corpo de delito e serão encaminhados para unidades prisional da capital.