PF prende sete pessoas em operação contra contrabando de cigarros

Lava Jato cumpre mandados de prisão por propina paga a 2 ex-ministros
Arquivo/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) efetuou sete prisões durante a execução da Operação Contaminatus, deflagrada nesta quarta-feira (27). A quinta ordem de prisão ainda está pendente de cumprimento.

As ações abrangeram cinco estados: Tocantins, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará e Paraná. A Operação Contaminatuscombate uma organização criminosa especializada em contrabandear e distribuir cigarros e agrotóxicos de origem paraguaia nesses estados.

No Tocantins, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, com um flagrante por posse ilegal de arma. Em Mato Grosso do Sul, a polícia fez uma prisão preventiva e cumpriu um mandado de busca e apreensão. Em Mato Grosso, foram duas prisões e quatro mandados de busca e apreensão. No Paraná foram efetuadas quatro prisões e, no Pará, uma prisão ainda não foi cumprida.




As investigações identificaram a existência de empresas criadas especificamente para expedir notas fiscais com objetivo de dar ares de legalidade ao transporte dos produtos contrabandeados.

De acordo com a PF, o nome da operação, Contaminatus, que significa contaminado em latim, faz referência ao uso de agrotóxicos proibidos em lavouras no Brasil e ao modo de operação do grupo criminoso.