Petrobras reduz emissão de gases em 15% em 2016, diz relatório

desemprego no brasil cai e vai a 13,3% no trimestre até maio, diz ibge

Diante dos investimentos em pequisa e desenvolvimento, a Petrobras reduziu em cerca de 15% as emissões absolutas de gases de efeito estufa em 2016 ante o ano anterior.

Relatório da empresa estatal divulgado nesta segunda-feira (5) mostra que a emissão de gases de efeito estufa totalizou 66,5 milhões de toneladas no ano passado. Em 2015, esse número somou 78,1 milhões de toneladas.

As ações de reúso de água também alcançaram resultados relevantes, segundo o relatório. Em 2016, a companhia reutilizou 24,8 milhões de metros cúbicos de água, quantidade suficiente para abastecer uma cidade de 600 mil habitantes por um ano.

Em outra ponta, a petrolífera também conseguiu reduzir a energia elétrica gerada nas usinas termelétricas, que tem valor mais caro ao consumidor, e empenhar maior eficiência na produção de gás natural, o que resulta na menor emissão de gases de efeito estufa.

“Em 2016, também contribuíram fortemente para o decréscimo das emissões a redução da geração de energia elétrica nas termelétricas e desinvestimentos em ativos”, diz o relatório.

Investimento

De acordo com a empresa, o investimento em projetos de pesquisa e tecnologia tem permitindo com que a Petrobras atinja resultados positivos na gestão ambiental. Um total de R$ 1,8 bilhão foi direcionado a projetos de pesquisa e desenvolvimento e em parcerias com universidades e institutos de pesquisa.

“A modernização de instalações, a utilização de equipamentos mais eficientes, o aumento do aproveitamento de gás natural, a padronização de projetos e práticas operacionais e investimentos em pesquisa e tecnologia vêm possibilitando o alcance de resultados positivos”, ressalta o documento.