Pelo menos sete novos bairros vão ser recapeados na região do Jd. Itapuã




Um dos maiores benefícios que uma comunidade pode receber do poder público é sem dúvidas o asfalto! Isso porque, essa benfeitoria engloba uma série vantagens aos moradores e usuários, que vão desde a melhoria na mobilidade urbana, através de melhores condições de trânsito e tráfego, bem como, mais saúde; pois elimina a poeira, melhora a qualidade do ar, e, proporciona mais qualidade de vida aos moradores jovens, adultos e idosos. Sem contar, a valorização imobiliária dos imóveis, que acontece imediatamente à instalação do pavimento.

Por esta razão, o prefeito municipal Zé Carlos do Pátio, anunciou na noite desta terça-feira (07), durante reunião com a comunidade da região do Jd. Itapuã, que a Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis – CODER, vai recapear com microrrevestimento asfáltico, as ruas dos seguintes bairros da região: Jardim Taiti, Jd. Itapuã, Jd. Dom Bosco, Vila Iraci, Olga Maria, Jd. Ipiranga e, Residencial Lageadinho.

O prazo para o início das obras, conforme o anúncio, deverá ser breve, pois está condicionado à conclusão dos trabalhos de recapeamento e revitalização da malha viária da região da grande Vila Operaria, que já está sendo finalizada, e se encontra na fase de demarcação e sinalização, horizontal e vertical.

CONSTRUÇÃO DE CALÇADAS

Paralelo ao processo de recapeamento das ruas, a prefeitura vai criar políticas de incentivo para que os moradores construam calçadas em frente às suas residências, incentivando ainda a conscientização de procurar mantê-las limpas, livres do descarte irregular de resíduos, dejetos, lixo, materiais inservíveis, cuja ação, além de embelezar o bairro, trará sem dúvida nenhuma, mais saúde a população. Além, de ajudar a preservar o pavimento que estará livre desse tipo de entulho e sujeira, e com certeza terá uma vida útil mais longa.

Na verdade, apesar das calçadas serem considerados bens de utilidade pública; a sua construção, manutenção e conservação, é de responsabilidade do morador! Todavia, a prefeitura vai estudar mecanismos que incentivem essas construções, estipulando prazos e condições adequadas para a sua confecção.