Pedida a prisão preventiva do juiz do caso Eike

crise econômica pode trazer oportunidades de investimento, avalia especialista



O cerco está se fechando: o Ministério Público acaba de pedir à Justiça a prisão preventiva de Flávio de Souza, célebre como o juiz que andou no Porsche de Eike Batista.

No sábado, VEJA revelou ainda que sumiu 27 000 reais, 1 00 euros e 443 dólares de Eike que estavam depositados judicialmente do cofre da 3ª Vara da Justiça Federal, que até duas semanas atrás estava sob sua responsabilidade.