Pátio busca nome para assumir autarquia do transporte coletivo

Pátio busca nome para assumir autarquia do transporte coletivo

O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) ainda não definiu o nome da pessoa que será responsável por presidir a empresa pública de transporte coletivo de Rondonópolis, que deve, no caso substituir a empresa Cidade de Pedra, que há mais de um ano opera sem contrato na cidade e sim por um decreto emergencial com vigência até o dia 31 de dezembro .

No começo, um dos nomes que foi ventilado foi o do presidente da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), Argemiro Ferreira.

Nesta semana, Pátio chamou para o cargo, Carlos Minakami, que foi secretário de Finanças no primeiro mandado do prefeito e também chefe de gabinete quando ele era deputado estadual.

Minakami tem um perfil técnico e tem muita confiança e respeito do prefeito Zé Carlos do Pátio.

A informação de bastidores é que ele não teria aceito o convite.

O cargo de presidente da autarquia do transporte coletivo tem status de secretário e vencimentos na casa dos R$ 15 mil.

O município prevê que a autarquia  comece a funcionar em 2022; o prefeito adquiriu para a autarquia 22 ônibus ao custo de cerca de R$ 9 milhões.

Noticias Relacionadas