Participação da mulher rural nas políticas de sustentabilidade é tema de palestra do Mapa

Picture of Mapa

Mapa

Foto: Noaldo Santos/Mapa

Participação da mulher rural nas políticas de sustentabilidade é tema de palestra do Mapa

Compartilhe:

A importância da participação e da força da mulher rural no desenvolvimento de políticas públicas de inovação e sustentabilidade, desenvolvidas pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), foi reforçada nessa terça-feira (15), durante a 6ª Roda de Conversas. O evento integrou a programação da 7ª Marcha Margaridas, que acontece até 16 de agosto, em Brasília (DF).

Com o tema Lideranças Femininas nas Políticas Públicas para a Agricultura Familiar, o encontro teve como objetivo proporcionar às milhares de agricultoras que participam da Marcha um ambiente de diálogo. Nesses encontros, as trabalhadoras rurais puderam conhecer e discutir assuntos relevantes como garantia de direitos, organização produtiva e geração de renda para autonomia econômica, entre outros.

Para a chefe da assessoria de Participação Social e Diversidade do Mapa, Jayanne Andrade Ramos, participar da Marcha das Margaridas foi uma oportunidade única de apresentar às trabalhadoras rurais de todo o país as ações, planos e programas que existem no Mapa. “Nosso objetivo é consolidar a participação da mulher na atividade agropecuária. Para isso, foi de suma importância mostrar a essa quantidade expressiva de mulheres que temos, no Ministério da Agricultura, políticas públicas que podem auxiliá-las no desenvolvimento de uma agricultura sustentável e rentável”, completou.

A ex-professora e agricultora mineira, Ana Adriana da Silva, destacou a relevância dessa roda de conversa. “Graças a essa oficina, aqui hoje, é que estou conhecendo algo sobre o Ministério da Agricultura que eu desconhecia. Eu não sabia que existiam programas que podíamos acessar e superintendências nos estados que podem nos orientar. Agora vou procurar a de Minas Gerais para entender como podemos produzir melhor e me apropriar das políticas do ministério”.

A diretora de Reflorestamento e Recuperação de Áreas Degradadas (Deflo/SI), Lizane Ferreira, trouxe em sua fala os planos e programas do Mapa que visam, a partir da integração de ações nacionais e internacionais e das relações interministeriais, o fortalecimento e o desenvolvimento sustentável das atividades produtivas, na região no Nordeste, Cerrado e nos estados da Amazônia Legal.

“Sabemos que na área florestal é muito difícil o nosso produtor pensar no ‘verde’ quando ele tá no ‘vermelho’. Razão pela qual temos trabalhado para ajudá-los a desenvolver sistemas de produção que possam unir o retorno financeiro com a preservação ambiental”, explicou Lizane.

Marcha

A 7ª Marcha das Margaridas, coordenada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), reuniu na Capital Federal, nos dias 15 e 16 de agosto, milhares de agricultoras de todo país com a finalidade de debater temas de extrema importância para a categoria e conquistar reconhecimento social e político.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp