Parque Nacional da Tijuca abre edital para realização de diagnóstico socioambiental

consumo das festas de final de ano aumentam a produção de resíduos na capital



As comunidades vizinhas do Parque Nacional da Tijuca, localizado no Rio de Janeiro, passarão por diagnóstico socioambiental. Para isso, a unidade de conservação, administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), abriu chamada pública para selecionar instituição de pesquisa universitária para realizar a missão.

As propostas devem ser encaminhadas para a Concessionária Trem do Corcovado Ltda até o dia 23 de junho.

A instituição escolhida terá a responsabilidade de elaborar e executar o programa socioambiental do parque, que deverá ser implementado nos próximos 18 anos. Serão beneficiadas as comunidades de Guararapes, Vila Cândido, Cerro Corá e Prazeres.

Confira otermo de referência e a relação de documentospara habilitação.

Novidade

Pela primeira vez, um programa socioambiental será implementado como obrigação contratual de uma concessão em unidade de conservação federal. O termo de referência foi integralmente construído em conjunto com lideranças das comunidades envolvidas, ao longo das reuniões da Câmara Técnica de Educação Ambiental do Conselho Consultivo do parque.