Parceria resgatará obras que construíram a identidade nacional

Projeto “Coleções Pensadores do Brasil” tem como meta promover novas reflexões acerca da formação cultural e intelectual brasileira

Divulgação/Cultura RJ

O Ministério da Educação (MEC), em parceria com o Instituto General Villas Bôas, lançará o projeto “Coleções Pensadores do Brasil”, que tem como proposta a reedição, por meio impresso e digital, de 100 títulos de obras literárias de intelectuais e pensadores que influenciaram na formação da identidade nacional, em comemoração ao bicentenário da Independência do Brasil.

O projeto tem como objetivo promover novas reflexões acerca da formação cultural e intelectual brasileira, de modo a abrir espaço para retomar a ideia do papel revolucionário da Educação como fator indispensável para se construir um país menos desigual e mais democrático.

A ação terá abrangência nacional, visando a envolver instituições públicas e privadas, como bibliotecas, editoras, livrarias, empresas privadas, organizações do terceiro setor, universidades, centros de estudo e pesquisa, órgãos dos governos Federal, estaduais e municipais, Legislativo e Judiciário na divulgação de obras e autores brasileiros relevantes para a formação da nacionalidade.






O público-alvo prioritário são professores e estudantes universitários e do ensino médio, assim como pesquisadores e profissionais das áreas de Ciências Políticas, História, Pedagogia, Direito, Sociologia, Jornalismo, entre outras áreas afins.

Com informações do Ministério da Educação