Parada desde 2014, obra de hospital não tem previsão de retomada em MT

Iniciada em dezembro de 2012 e com previsão de ser entregue em 2014, a obra do novo Hospital Universitário Júlio Muller, emCuiabá, na MT-040, está com a construção parada há dois anos e sem previsão de retomada. O canteiro de obras tem quase 150 hectares e nenhum operário trabalhando.
A nova unidade deve ter 250 leitos e 25 UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). O atual prédio do hospital Júlio Müller, que fica no bairro Alvorada, é referência em atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e ajuda também na formação dos alunos do curso de medicina da Universidade Federal de Mato Grosso.
A graduação tem quase 200 universitários. Um deles é Hélio Gonçalves, que está no quinto ano, e que quando começou a faculdade tinha esperanças de um dia aprender no novo complexo hospitalar, o que ainda não ocorreu.
“A nossa esperança nunca morre. A residência vem aí. A gente quer sim, independente de eu estar formando, as novas turmas que virão vão precisar sim de um espaço de qualidade de ensino tão bom quanto é o atual Júlio Müller”, disse Gonçalves.
A obra está orçada em R$ 116 milhões, sendo que 50% deve ser paga pelo estado e a outra metade deverá ser repassada pela UFMT, por meio de recursos do governo federal. O contrato com a construtora responsável foi rescindido ainda em 2014, informou a Secretaria de Cidades do estado (Secid), que fez um estudo e optou pelo Regime Diferenciado de Contratação para licitar a construção.
“O RDC está pronto, o regime está pronto e foi encaminhado para a CGE [Controladoria Geral do Estado]. A CGE está analisando a minuta de RDC. Dando parecer positivo inicia-se o processo e licitação e a retomada de obra”, disse o secretário de Cidades, Eduardo Chiletto. Após ser retomada, a previsão é que a obra ainda demore mais dois anos para ficar pronta.