Palhaço pega 235 anos de prisão por ter matado duas filhas em incêndio

Notícias ao Minuto

Notícias ao Minuto

Facebook/Pistachón

Palhaço pega 235 anos de prisão por ter matado duas filhas em incêndio

Mulher e sogra conseguiram escapar das chamas, em casa no México

Na última semana, em Oaxaca, México, um palhaço conhecido como Leonel Agudo Mora, ou Pistachón nos rodeios locais, foi condenado a 235 anos de prisão por assassinar suas duas filhas e tentar matar a esposa e sogra.

O crime ocorreu em 3 de janeiro deste ano, quando, após uma discussão com a esposa, Leonel incendiou a casa da família.

As filhas não sobreviveram, e a esposa e a sogra ficaram gravemente feridas.

De acordo com o site Infobae, após quase um mês hospitalizado por queimaduras, Leonel foi detido em 2 de fevereiro, sendo acusado formalmente de dois homicídios e duas tentativas de homicídio.

A sentença determina que cumprirá a pena na Cidade do México. De acordo com os jornais locais, a sentença de Leonel é uma das mais altas alguma vez atribuída por violência doméstica em Oaxaca. 

“Esta decisão histórica transmite uma mensagem poderosa contra a impunidade da violência doméstica e de gênero, destacando o compromisso do poder judicial em abordar e penalizar tais atrocidades com a gravidade que merecem”, diz o site BNN Breaking.

+ Acessados

Veja Também