Paciente terminal, Isabel Veloso abre lista de desejos: ‘Saber o que é a vida antes de nunca mais ter’

Picture of Quem Online

Quem Online

Lucas Borbas e Isabel Veloso no dia do casamento — Foto: Reprodução/Instagram

Paciente terminal, Isabel Veloso abre lista de desejos: ‘Saber o que é a vida antes de nunca mais ter’

Influenciadora divide com o público a vida com o diagnóstico de câncer incurável aos 18 anos

Compartilhe:

“Já falei para ele todas as coisas que eu gostaria de fazer antes de morrer”, diz Isabel Veloso sobre a parceria com o marido, Lucas Borbas, enquanto lida com um câncer incurável aos 18 anos.

Diagnosticada com Linfoma de Hodgkin em estágio terminal desde janeiro deste ano, a paranaense, que fez aniversário na última sexta-feira (17), divide uma lista de desejos com o amado em meio à previsão médica de poucos meses de vida. “Pular de paraquedas, conhecer as Maldivas, ser mãe, tirar a carteira de motorista, lançar um livro e uma marca são algumas das coisas que estão na lista”.

Mas ela pontua que a atenção aos detalhes é o que mais importa. “A forma como ele faz os meus sonhos se tornarem realidade é lindo. A gente ama viver coisa grande, estar em lugares lindos, mas o que a gente mais dá valor é um almoço juntos, um café da tarde, cozinhar, organizar a casa, a ajuda que ele me dá, uma massagem que ele faz em mim quando estou com muita dor”

Isabel Veloso e Lucas Borbas se casam no civil — Foto: Reprodução/Instagram
Isabel Veloso e Lucas Borbas se casam no civil — Foto: Reprodução/Instagram

Cuidar de quem cuida

A influenciadora de Dois Vizinhos, no Paraná, ganhou milhões de seguidores com depoimentos sobre o quadro marcado por um tumor no coração, o que gera muita comoção nas redes sociais. No entanto, Isabel chama a atenção para a importância do cuidado com o homem com quem vive um relacionamento desde agosto de 2023.

“Lucas é uma pessoa tão incrível que até me enche o olho de lágrima para falar dele agora, porque nunca conheci alguém que me amou tanto como ele. Amor de pai e mãe também tem uma quantidade enorme, mas você ser amado por alguém que não é família, escolher ser amado por um parceiro, uma parceira, não tem preço”, exaltou.

Isabel reforça a preocupação com o rapaz com quem adiantou os planos de casamento em meio à expectativa de poucos meses de vida e oficializou a união no último dia 22 de abril.

“Apesar de eu estar doente, de precisar de ajuda, ele também merece ser cuidado. Não é porque estou doente que ele tem que ser esquecido. As pessoas deixam ele de lado, acham que ele também não sofre”, afirmou.

“Mas ele sofre muito mais do que eu, porque vou um dia e ele vai ficar, vai sofrer com isso de uma forma que ninguém nunca imagina sofrer. Ele merece muito mais amor do que as pessoas imaginam que ele deve receber e o que eu posso fazer para que ele se sinta amado, eu faço”

Isabel Veloso e o marido, Lucas, na lua de mel — Foto: Reprodução/Instagram
Isabel Veloso e o marido, Lucas, na lua de mel — Foto: Reprodução/Instagram

Na saúde e na doença

Ela relembra de um episódio no hospital, quando ainda não sabia que o câncer havia voltado e se prontificou a acompanhar Lucas na internação de um quadro de pedra no rim. Ela relata não ter deixado ninguém acompanhá-lo, mesmo lidando com sintomas do que achava ser uma virose.

“A partir do momento que ele colocou uma aliança no meu dedo, estou ali pra cuidar dele e ele está ali pra cuidar de mim. A gente sempre prezou por isso”

“Mesmo mal, vomitando, lembro que, nesse dia, vomitei mais de 10 vezes no hospital por conta da virose, mas era o câncer. Mesmo assim, continuei lá. Fiquei ao lado dele e foi ali, nesse dia, que eu percebi o quanto eu amava cuidar dele e quanto ele amava ser cuidado e me cuidar”, refletiu.

Isabel Veloso e o noivo, Lucas Borba — Foto: Reprodução/Instagram
Isabel Veloso e o noivo, Lucas Borba — Foto: Reprodução/Instagram

Amor para quem fica

Questionada sobre a preparação de algum material como cartas ou vídeos para pessoas próximas, Isabel garante que já tem planos sobre isso. “Só vou esperar a hora certa de começar, acho que tudo tem uma hora certa, tudo tem um tempo. Quero aproveitar o meu tempo de felicidade agora, apesar de não ser uma coisa só triste, mas ser uma coisa bonita de fazer”, declarou.

A primeira missão pensada pela jovem é deixar um tutorial das suas técnicas de maquiagem para a irmã, que costuma contar com a ajuda de Isabel na arrumação para as festas.

“Uma coisa que eu já preparei em mente para ela é deixar cartas, mas deixar um vídeo de como que eu faço para me maquiar e como que ela poderia fazer para ensinar um pouco do que eu sei. Tenho certeza que ela vai gostar. “

Inclusive, da lista de desejos para fazer em vida, o livro já tem até título. Apesar da Dor, Gratidão será a história de Isabel eternizada no papel.

“Pro Lucas, também tem várias coisas que eu já planejei, pros meus pais, mas só citei o exemplo da minha irmã, porque me marcou muito. Mas estou preparando, deixando tudo. Inclusive, o meu livro sou eu em objeto. Tenho certeza que as pessoas sempre vão lembrar de mim”

Isabel Veloso — Foto: Reprodução/Instagram
Isabel Veloso — Foto: Reprodução/Instagram

Mensagem sobre a vida

O que deixa de mensagem para quem fica? “Todos os dias eu aprendo uma coisa nova com a vida, mas aquilo que eu mais gosto é apreciar os detalhes e, se eu pudesse mudar a visão de todo mundo, colocaria essa visão de aproveitar os detalhes. Deixar de viver em automático, porque, quando a gente vive em automático, a gente esquece de apreciar as pequenas coisas”

Isabel reitera a importância de celebrar a vida nos detalhes. “O que eu puder ajudar as pessoas a ter essa visão…Às vezes, essas pequenas coisas vão ser as memórias mais lindas que a gente vai ter e aproveitar quem você tem do lado. A gente nunca está realmente sozinho, mas se a gente não tem ninguém, é aproveitar a si mesmo, como nunca aproveitou antes. É amar a si mesmo como nunca amou antes, porque você é a peça principal da sua vida, você é o seu próprio protagonista”.

“Não é ser coach, nunca. Vivo num quadro que a vida não é mil maravilhas, mas eu escolhi mudar isso para que eu realmente pudesse viver e saber o que é a vida antes de eu nunca mais ter”

A jovem ainda diz que é um processo de construção diário para enxergar a melhor versão das coisas. “Dói, às vezes, ter essa visão. Tem dias que eu só reclamo. Não preciso estar pensando na vida ser boa todos os dias, mas os dias que eu puder fazer, eu vou fazer”.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp