Operação conjunta interdita fábrica clandestina de suplementos para alimentação de animais no Ceará

A fábrica que produzia sal mineral não tem registro no Mapa, conforme determina a legislação

Divulgação

Uma operação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), em conjunto com a Polícia Militar e apoio do Exército Brasileiro interditou uma fábrica clandestina de suplementos para a alimentação de animais, no município do Crato (CE), jurisdição do 2º Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal.

A fábrica que produzia sal mineral não tem registro no Mapa, conforme determina a legislação. A produção ilegal desse suplemento pode colocar em risco não só a saúde dos animais, mas também o consumidor final da carne, leite e ovos.

No local, foram apreendidos produtos, matérias-primas e embalagens. Além disso, o estabelecimento foi autuado pela produção irregular.




“A fabricação e comercialização de produtos clandestinos, além de prejudicial para a saúde dos animais e dos consumidores também representa concorrência desleal para os estabelecimentos devidamente registrados”, destaca a diretora do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Ana Lúcia Viana.