Operação apreende arma suspeita de ser usada em tiro na casa do prefeito em MT

Operação apreende arma suspeita de ser usada em tiro na casa do prefeito em MT
Foto: Assessoria PJC

A Polícia Civil realizou operação nesta quinta-feira (16) e prendeu quatro pessoas em flagrante por posse e porte irregular de arma de fogo, no município de Lambari D’Oeste.

A operação contou com a participação de policiais militares da Força-Tática, Polícia Militar Ambiental, e policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE), da Diretoria de Atividades Especiais, de Cuiabá

De acordo com a Polícia Civil, o vereador Jovelino Ferreira de Souza, está entre os presos.  Na sua residência foi encontrada uma espingarda calibre 22 e outra espingarda calibre 28, além de munições.

Assim como ele, outras três pessoas foram detidas em pontos distintos serão autuadas na posse e porte ilegal de arma de fogo.

Após serem ouvidos eles deverão ter fiança aplicada nos valores de 3 a 5 salários mínimos, conforme as posses de cada um.

De acordo com o delegado Miguel Macário Lopes, o objetivo da operação era apreender a arma usada no disparo efetuado no domingo (12), na porta da casa do prefeito de Lambari D’Oeste, Edvaldo Alves dos Santos.

O tiro foi disparado por volta da meia noite, pouco tempo depois do prefeito e a esposa, que estavam em uma festa, chegarem em casa. O disparo da arma calibre 12 quebrou a porta de vidro da entrada da residência.

Logo que acionada, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Rio Branco, começou a apuração e hoje cumpriu mandados de busca e apreensão contra possíveis pessoas suspeitas de envolvimento no disparo.

O delegado Miguel Macário Lopes informou o disparo tem motivação política, no entanto nenhuma das pessoas detidas confessam.