OAB-MT e Polícia Civil orientam sobre tentativa de golpes envolvendo escritórios de advocacia

Picture of OAB-MT e Polícia Civil-MT

OAB-MT e Polícia Civil-MT

Foto: OAB-MT

OAB-MT e Polícia Civil orientam sobre tentativa de golpes envolvendo escritórios de advocacia

Compartilhe:

A diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso se reuniu com o diretor Metropolitano da Polícia Civil, delegado Wagner Bassi Júnior, para discutir as tentativas de golpes envolvendo advogados e escritórios de advocacia em Mato Grosso. A reunião ocorreu na tarde desta segunda-feira (17), na sede da Diretoria Geral da Polícia Civil.

“Estamos acompanhando o trabalho que a Polícia Civil está fazendo, as denúncias estão sendo investigadas, como solicitamos, e existe uma preocupação em dar a maior agilidade possível no atendimento aos advogados”, disse Gisela Cardoso, presidente da OAB-MT.

Todas as denúncias, enviadas pela advocacia para a OAB-MT estão sendo repassadas de forma imediata para a Polícia Civil e apuradas pela Delegacia de Estelionatos e Outras Fraudes de Cuiabá.

Registro de denúncias

O diretor Metropolitano da Polícia Civil orienta que para tornar mais ágil o atendimento às denúncias, os advogados podem fazer o registro dos boletins de forma virtual, pelo site da Delegacia Virtual: http://(portal.sesp.mt.gov.br/delegacia-web/pages/home.seam)

Aqueles que preferirem o atendimento presencial podem procurar os seguintes locais: Posto da Polícia Civil no Shopping Goiabeiras, que funciona das 10 às 17h; Central de Ocorrências na Avenida Tenente-coronel Duarte (Prainha), no centro de Cuiabá, com atendimento 24 h ou diretamente na Delegacia de Estelionatos, no bairro Planalto, que atende das 8 às 12 e das 14 às 18h.





Além da presidente da OAB-MT, Gisela Cardoso, estavam no encontro o vice-presidente, José Carlos Guimarães Júnior; o secretário-geral Fernando Figueiredo; e o diretor-tesoureiro, Helmut Daltro. Pela PJC participaram da reunião o diretor metropolitano, delegado Wagner Bassi Júnior; os delegados Marcelo Martins Torhacs, da Delegacia Especializada de Estelionato e Anderson Veiga, responsável pela Central de Ocorrências de Cuiabá e a Delegacia Virtual.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também