O risco da manipulação de pesquisas na OAB/MT

Picture of Dante Rubens Santana é advogado atuante em Mato Grosso

Dante Rubens Santana é advogado atuante em Mato Grosso

O risco da manipulação de pesquisas na OAB/MT

Compartilhe:

Em tempos de eleições, seja para cargos partidários ou para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), não faltam pesquisas eleitorais pipocando por aí. Essas pesquisas, que deveriam ser ferramentas úteis para medir o desempenho dos candidatos e orientar a decisão dos eleitores, têm sido distorcidas para se tornarem tentativas frustradas de manipulação e propaganda barata.

Quem nunca ouviu falar das pesquisas eleitorais fake? A nova moda do mercado eleitoral! São aquelas que, de forma descarada, ignoram a realidade e criam cenários fictícios para confundir e manipular a opinião pública. Em outras palavras, são feitas para causar polêmica e inflar o desempenho de candidatos sem qualquer base científica.

Agora, convenhamos, advogados não são eleitores comuns. São críticos, perspicazes, e perfeitamente capazes de perceber manipulações grosseiras. Tentar enganar advogados com pesquisas fakes é jogar dinheiro no lixo. Muitos sabem que essas pesquisas são compradas e usadas para enganar patrocinadores, pois os advogados não se deixam enganar tão facilmente.

A comédia chega ao ápice quando falamos das eleições da OAB. Vendem-se pesquisas sem chapas montadas ou candidatos definidos. Faltam meses para as eleições, não há propostas, não houve debates, mas já existem “pesquisas” em circulação. Quem compra essas pesquisas está sendo enganado ou é cúmplice na farsa. E quem acredita nelas? Bom, esses são os “inocentes úteis”.

Os advogados votam em chapas compostas por dezenas de colegas e em propostas sólidas. A candidata que hoje divulga uma pesquisa questiona a inteligência dos advogados, subestima-os. Essas pesquisas, na verdade, servem mais para perder votos, pois quem divulga uma pesquisa fake se coloca na frente artificialmente. Então, um conselho: não vote em quem aparece na frente de uma pesquisa da OAB neste momento, pois estão rindo de você.

As pesquisas eleitorais têm um papel fundamental na democracia, desde que sejam conduzidas com seriedade e transparência. No entanto, quando usadas para manipulação, tornam-se uma ameaça à democracia. A OAB, como qualquer outra entidade, precisa garantir a lisura e a legitimidade das eleições, começando pela regulamentação e fiscalização rigorosa das pesquisas eleitorais. Só assim teremos um processo eleitoral justo e transparente, onde o verdadeiro desejo dos eleitores, especialmente dos advogados críticos e inteligentes, seja respeitado.

Enfim, advogados são muito mais espertos do que alguns candidatos gostariam de acreditar. A tentativa de manipulação via pesquisas fakes é, no mínimo, um insulto à nossa inteligência. Que fique claro: aqui ninguém é bobo.

Dante Rubens Santana é advogado atuante em Mato Grosso

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp