Nutrólogo Alexander Gomes afirma que uma alimentação saudável ajuda a prevenir o câncer de próstata

Alexander Gomes de Azevedo cita alimentos para incluir na alimentação e quais evitar

Durante todo mês de novembro acontece o Novembro Azul, uma campanha mundial para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. Para contribuir no movimento, o médico nutrólogo Alexander Gomes de Azevedo alerta que uma alimentação saudável pode ajudar a prevenir a doença.

“Ajuda a prevenir até outros cânceres. Entre os alimentos que podemos citar na prevenção do câncer de próstata estão os que tem ação anti-inflamatória e antioxidante, que combate os radicais livres. Por exemplo, o tomate, que é muito rico em licopeno, substância que, através de estudos, foi comprovado que o consumo ajuda a diminuir o risco de contrair a doença”, explica o médico, que diz que o melhor é consumir o fruto cozido: “Já foi comprovado que com o cozimento, o fruto libera mais licopeno”

Azevedo também elenca outros alimentos para serem incluídos na dieta:

“Melancia, goiaba vermelha, beterraba, pimentão vermelho, ou seja, os que tem a presença do pigmento vermelho ou laranja. Podemos também consumir os vegetais crucíferos, como brócolis, couve. Eles são importantes porque têm uma substância chamada Indol 3 Carbinol, que diminui o estrógeno na circulação sanguínea impedindo o aparecimento de células cancerígenas que dependem desse hormônio para crescer. Além desses, aconselho o consumo de alho e a cebola, que têm alicina; a capsaicina da pimenta vermelha; o Ômega 3, encontrado em peixes de águas frias e profundas, que tem uma ação anti-inflamatória. Pode usar linhaça, azeite de oliva extra virgem, vinho tinto, que também tem o chamado resveratrol. Outro alimento que pode ser incluído na dieta é a Curcumina, que estudos comprovaram que bloqueia células cancerígenas”.

Segundo Alexander, o excesso de carnes vermelhas não é recomendada para quem quer prevenir o câncer de próstata. Outro fator importante é que também devemos ter uma alimentação pobre em: embutidos, como bacon e linguiça; presunto; frituras,; alimentos industrializados e açucares.

Além de bons hábitos alimentares, fazer exercícios físicos e não fumar estão entre as recomendações para evitar o mal. Vale lembrar que é muito importante fazer exames preventivos acima de 40 anos.