Nutricionista lista alimentos que ajudam a regular o sono

Juliana Vieira também falou quais os chás que ajudam a você a ter um noite tranquila

Foto: Samuel Melim

Uma pesquisa do Ministério da Saúde realizada em todo o país apontou que, durante a pandemia da Covid-19, 41,7% dos brasileiros se queixam de distúrbios do sono, como dificuldade para dormir ou dormir mais do que o de costume.

Para quem está sofrendo com a insônia, a ajuda pode estar na alimentação. A nutricionista Juliana Vieira listou quais os alimentos podem dar uma forcinha para quem quer ter uma boa noite de sono.

“Alimentos ricos em vitamina B6 e magnésio podem ajudar, como banana cozida, frango, aveia , uva ,alface . Também recomendo os frutos secos, que são ricos em triptofano e melatonina (hormônio produzido pelo organismo , responsável pela melhora do sono”, disse a profissional, que também citou os alimentos, que fazem o efeito contrário, ou seja, ajudam a não dormir:

“Bebidas alcoólicas , pimenta , cafeina , termogênicos em geral e sal”.

Chás, bebida muito consumida no inverno, também podem estimular o sono. Juliana disse quais:

“Chá de melissa , maça , camomila, pois provocam o relaxamento, ajudam acalmar e atuam no receptores do sono”.

Assim como os alimentos, existem chás que ajudam a espantar o sono, segundo a profissional, como:

Chá preto , chá verde , esses dois contém muita cafeina; chás de gengibre e canela são estimulantes e aumentam o metalismo.

Vale destacar que o café, segunda bebida mais consumida no Brasil, deve ser apreciado moderadamente para quem tem dificuldades de dormir.

“400 mg da substância por dia, equivalente a 4 xícaras de café fresco (225 ml). Devemos evitar toda e qualquer bebida que contenha cafeína em sua fórmula algumas horas antes de dormir.”

Juliana acrescenta que para que o sono seja tranquilo, é importante que a ultima refeição seja leve .

A profissional deu dicas para uma boa noite de sono e enfatizou que se a insônia tiver prejudicando seu dia a dia, é preciso consultar um médico.

“O ritual é o de sempre: preparar-se para dormir, apagar as luzes e deitar na cama com a mente despreocupada, sem aparelhos eletrônicos. Sempre funciona…. Evite utilizar medicamentos sem prescrição antes de dormir, pois muitas vezes não tratam o problema e podem ter efeitos colaterais bem sérios. Caso você precise muito de alguma ajuda para dormir, sempre consulte um médico antes de tomar qualquer medicamento”, finaliza.