Nutricionista Fernanda Branco dá dicas de alimentos que podem ajudar a aumentar a imunidade

Fernanda Branco, de Mato Grosso, aponta que é importante manter o sistema imunológico fortalecido

Hábitos alimentares, estresse e sedentarismo favorecem a constipação intestinal, alerta nutricionista de MT
Foto: Priscila Russo



Em período de quarentena, ocasionada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-9), é importante se preocupar com uma alimentação que auxilie no fortalecimento do sistema imunológico.

A preocupação tem sido com a disseminação do vírus, mas a nutricionista Fernanda Branco, de Mato Grosso, aponta que as reações a doença podem depender das defesas do organismo de cada um.

Assim como não há tratamento ou vacina para o COVID-19, Fernanda Branco aponta que também não há estudos sobre o efeito dos alimentos na infecção do coronavírus.

“Para fortalecer o sistema imune são necessários vários nutrientes, sendo preciso uma alimentação colorida e variada. Mas além dos nutrientes, você também precisa cuidar do seu sono, beber bastante água, manter seu intestino saudável e praticar atividade física, podendo ser até mesmo dentro de casa”, orienta a especialista.

Fernanda Branco indica que ao acordar é possível tomar um shot anti-inflamatório e antioxidante. Pode ser usado água, limão, açafrão e própolis, junto é possível consumir ovo mexido com especiarias naturais como cebola, alho e orégano.

Durante o almoço, a recomendação é que seja consumido uma refeição colorida. É importante sempre ter folhas verdes escuras, legumes variados, uma fonte de proteína e cereais, como arroz e feijão. A sobremesa, ao invés de um doce, pode ser uma laranja ou kiwi, frutas ricas em Vitamina C.

No lanche da tarde pode ser consumido uma salada de frutas variadas, uma porção de oleaginosas, como castanha do Pará, castanha de caju e amêndoas. Por cima da salada de frutas, Fernanda Branco indica que seja adicionado linhaça, que é rica em ômega-3, elemento importante para o sistema imunológico.

À noite

Para o jantar, o almoço pode ser repetido com uma variação de salada e adição de azeite. Antes de dormir a pessoa pode consumir chás, caso esteja com dificuldades para dormir procure tomar chá de mulungu, melissa ou passiflora.

Apesar de todas essas indicações, cada paciente deve procurar um nutricionista para orientações alimentares individualizadas.