Nova regra aumenta nota mínima para validar cursos de pós-graduação

Limite começará a valer para mestrado e doutorado de acordo com avaliação de 2021

Inscrições para segunda edição do Sisu começam dia 4 de junho
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Uma portaria publicada no Diário Oficial da União na última segunda-feira (13) torna mais rígidas as avaliações dos cursos de pós-graduação stricto sensu no Brasil, ou seja, aqueles que ofertam mestrado e doutorado. Especializações e cursos MBA, portanto, ficam de fora das novas diretrizes.

Definida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a regra determina que os programas de doutorado (ou aqueles formados por mestrado e doutorado) serão desativados caso recebam notas inferiores a 4, numa escala que vai de 1 a 7. Já os cursos que ofertarem apenas mestrado deixarão de ser válidos se obtiverem grau inferior a 3.

A avaliação de pós-graduação é realizada pela própria Capes a cada quatro anos, e a próxima análise será feita apenas em 2021. Até lá, os cursos de doutorado que receberam a nota 3 em 2017 poderão continuar normalmente. Se não obtiverem pelo menos nota 4 daqui a três anos, no entanto, eles serão desativados.




Segundo a Capes, atualmente, o Brasil tem 3.398 cursos de mestrado e 2.202 de doutorado. Hoje, 30 programas com doutorado têm nota 3 e serão desativados com a nova norma caso não melhorem suas avaliações até 2021.