No retorno às aulas, Semed indica aos pais cuidados com a vida letiva dos filhos

Pais não aceitam suspensão de aulas e novo laudo técnico será feito pela Semed; decisão final cabe ao MPE
Foto: Arquivo Assessoria

Com volta marcada para amanhã (30), as aulas da Rede Pública Municipal retomam o calendário letivo dando início ao segundo semestre de 2019. A Secretária Municipal de Educação (Semed) aproveita esta oportunidade para lembrar aquelas orientações sempre importantes aos pais sobre o acompanhamento escolar e as atitudes necessárias ao bom andamento dos trabalhos desenvolvidos pelos professores com seus filhos.

Algumas crianças, no momento de retornarem ao colégio, demoram um pouco a recuperar o ritmo e se adaptar ao horário novamente, como pontua a secretária de Educação, Carmem Garcia Monteiro: “Depois de ficarem 15 dias fora da rotina da escola, é natural que os alunos se sintam sonolentos ao retomarem a rotina de estudos, já que, em casa, elas ficam bem à vontade com os horários mais flexíveis durante as férias. Mas é importante que os pais levem as crianças para as aulas no horário certo, sem atrasos, pois, assim, elas vão regularizar suas atividades e estabilizar sua disposição com mais rapidez”.

Também é comum, após esse período de maior convivência com os pais, que as crianças menores, principalmente as que vão para as creches, chorem nos primeiros dias do retorno. “A semana de volta às aulas é preparada com bastante zelo para que seja muito especial. Então, todas as unidades escolares se preocupam em fazer com que as crianças se sintam acolhidas, acalentadas e seguras. Queremos manifestar a elas nossa alegria em tê-las de volta à escola, afinal, o ambiente escolar existe em função delas”, assinala Carmem.

Outro aspecto importante é observar a saúde dos olhos, como acentua a secretária: “Nossos professores são orientados para estarem alertas a qualquer sinal que indique alguma dificuldade visual. Mas também é importante que os pais estejam atentos caso a criança relate dor de cabeça ou nos olhos, apresente falta de atenção e, se ela já está no ensino fundamental, não consiga copiar ou visualizar o que está escrito nem fazer a tarefa”.

Manter um relacionamento presente em casa, oferecendo ao filho acompanhamento e contato diários é fundamental para seu desenvolvimento escolar. Carmem reforça que os pais devem sempre perguntar sobre as atividades e situações ocorridas durante as aulas e aproveitar o Projeto Leitura para além da Escola, em que a Semed distribui para os estudantes da Rede Pública kits de livros que eles podem levar para casa, para ter um momento prazeroso, de entretenimento e, simultaneamente, de transmissão de saberes com os pequenos.

“Esses livros são um ótimo pretexto para que os membros da família criem um ambiente de integração e apreciem as histórias ao mesmo tempo em que adquirem conhecimentos. E é uma oportunidade para que os pais estimulem o hábito de ler, principalmente naquelas crianças que ainda não dominam a leitura”, salienta a secretária, enfatizando que a criança que lê tem mais facilidade em todas as áreas de conhecimento. Cada aluno recebe um Kit com oito livros que tem conteúdo compatível com sua idade.

Preparados para acolher os alunos de forma que eles percebam que a escola é um espaço que lhes pertence, diretores, coordenadores e professores da Semed atuam no sentido de estimular e capacitar os estudantes nas áreas cognitiva, social e afetiva.