Nininho prevê que transferência da BR-163 ao governo estadual impulsionará desenvolvimento de Mato Grosso

Picture of Da Assessoria

Da Assessoria

Nininho prevê que transferência da BR-163 ao governo estadual impulsionará desenvolvimento de Mato Grosso

Compartilhe:

Para o deputado estadual Ondanir Bortolini – Nininho (PSD), a transferência da concessão de 850 quilômetros da BR-163 ao governo de Mato Grosso representará um novo momento para a economia do Estado. Os 850 quilômetros da rodovia eram administrados desde 2013 pela Rota Oeste. À época, a proposta da concessionária era duplicar 450 quilômetros, mas só entregou 120 quilômetros. Diante da péssima qualidade do trecho e o índice crescente de acidentes com mortes, o governo estadual deu início às negociações para assumir a concessão.

Com a incorporação, o Governo do Estado vai recuperar e duplicar a BR-163. “É uma iniciativa inovadora. Quero parabenizar o governador Mauro Mendes e o vice Otaviano Pivetta pela decisão de trabalhar junto ao TCU, à ANTT e ao governo federal e conseguir essa aquisição, comprando 100% das ações da Rota Oeste e, consequentemente, promover a transferência do controle acionário à MT Par”, enaltece Nininho.

O deputado avalia que a recuperação e a duplicação da BR-163 projetadas pelo Governo do Estado, além de dar qualidade de tráfego à rodovia e reduzir o número de acidentes, fomentarão o desenvolvimento de Mato Grosso. “Será o início de um novo momento para a nossa economia. A BR-163 recuperada e duplicada, junto com a implantação da ferrovia ligando Rondonópolis até Lucas do Rio Verde, vai atrair novos investimentos industriais, incentivar o agronegócio e promover oportunidades de negócios em todos os municípios atendidos pelos dois modais. Haverá geração de emprego e vai melhorar a vida das pessoas”, garante.

A Agência Nacional de Trânsito e Transporte (ANTT) deve finalizar até 10 de fevereiro o trâmite para que o Governo de Mato Grosso assuma definitivamente a concessão da BR-163. A rodovia é a principal rota de escoamento da safra de grãos de Mato Grosso. Inicialmente, a MT Par fará um aporte financeiro de quase R$ 1 bilhão.

RECURSOS

Nininho lembra que na sessão ordinária de 15 de dezembro de 2022 da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) os deputados aprovaram o projeto de lei que concede crédito adicional suplementar de R$ 1 bilhão para atender as despesas de transferência de controle acionário e do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no âmbito da concessão da BR-163 em Mato Grosso.

“Assumindo a concessão, o governo estadual já terá recursos em caixa. É um dinheiro que será usado para pagar parte da dívida contraída pela Rota Oeste junto aos bancos, cerca de R$ 450 milhões, e o restante será utilizado na melhoria e duplicação dessa rodovia. Precisamos solucionar o mais breve possível esse que o maior problema de infraestrutura no nosso Estado”, comenta o deputado. No total, a previsão do governo é investir cerca de R$ 1,2 bilhão em dois anos.

Nininho diz que a Assembleia Legislativa vai acompanhar de perto os serviços que serão realizados na BR-163 pela MT Par. “A Assembleia tem que estar presente, tem que acompanhar. É o dever da Assembleia ajudar e dar celeridade. Esse apoio, o Governo do Estado sempre encontrou nesta Casa. As demandas que chegaram sempre tiveram prioridade na pauta, a exemplo da concessão, da liberação dos recursos. Essa é a função nossa”, acentua o parlamentar.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também