Neri Geller é nomeado secretário de Política Agrícola após reverter cassação no TSE

Picture of R7

R7

Foto: Arquivo/Câmara dos Deputados

Neri Geller é nomeado secretário de Política Agrícola após reverter cassação no TSE

Político foi ministro da Agricultura de Dilma Rousseff e vinha atuando como secretário de Política Agrícola informalmente

Compartilhe:

O governo federal nomeou Neri Geller para exercer o cargo de secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura e Pecuária. Anunciado para o cargo desde o início do governo, a efetivação de Neri Geller na secretaria só ocorreu nesta sexta-feira (22), com a publicação de sua nomeação no Diário Oficial da União.

Geller já foi ministro da pasta e deputado federal e já ocupou a mesma secretaria que assume hoje. Ele vinha atuando como secretário de Política Agrícola informalmente nesta gestão, mas aguardava uma decisão da Justiça — o que ocorreu na semana passada — para poder ter sua nomeação confirmada.

O caminho foi aberto depois de ele ter conquistado, na noite desta quinta-feira (21), a maioria dos votos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 5 de 7, para reverter a cassação de seu mandato — e retomar os direitos políticos —, fato que o impedia de integrar formalmente o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em agosto do ano passado, a Justiça Eleitoral cassou o mandato de Geller na Câmara dos Deputados por suposto abuso de poder econômico, o que barrou sua candidatura ao Senado e o impediu de assumir a Secretaria de Política Agrícola, que estava sem um titular desde o início do governo, à espera do julgamento dos recursos de Geller.

O ex-parlamentar foi uma das pontes de Lula com o agronegócio durante a campanha eleitoral, com Carlos Fávaro, seu aliado que se tornou ministro da Agricultura.

A Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura é uma das áreas mais estratégicas da pasta. Entre outras atribuições, a secretaria é responsável pela gestão do Plano Safra e do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp