Necessidades e princípios

Aritmética da destruição

O ser humano parece, nestes tempos, perder a sua identidade — desculpem a redundância — humana. Com isso, corre o risco, pelo menos para argumentar, de reverter ao estado mais primitivo. Portanto, estabelecer o senso de equilíbrio entre as necessidades do cotidiano e os princípios da ética, em Espírito e Verdade, à luz do Novo Mandamento do Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, é fator basilar da vida em sociedade e alicerce ético do Cidadão do Espírito.

Uma palavra de Paz 

Ensinou Jesus: “Novo Mandamento vos dou: Amai-vos como Eu vos amei. (…) Não há maior Amor do que doar a sua própria Vida pelos seus amigos.” (Evangelho, segundo João, 13:34 e 15:13).




Mensagem de José de Paiva Netto, jornalista, radialista, escritor e diretor-presidente da LBV