MT pretende reunir governadores e deputados da Amazônia Legal

maluf defende ampliação da discussão sobre a reforma tributária

Mato Grosso vai propor aos estados que compõem a Amazônia Legal a realização de um evento conjunto entre governadores e deputados estaduais no próximo ano para a discussão de temas comuns das nove unidades da federação.

O Fórum dos Governadores da Amazônia Legal e o Parlamento Amazônico já realizam reuniões periódicas, mas separadamente. O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, e o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf, ambos do PSDB, vão intermediar a realização de um evento conjunto.

O pedido para a realização do evento conjunto partiu do presidente do Parlamento Amazônico, deputado Sinésio Campos (PT-AM), durante visita ao governador Pedro Taques no Palácio Paiaguás, na tarde desta quinta-feira (24). Os parlamentares participam da IX Reunião Ampliada do Colegiado de Deputados do Parlamento Amazônico, em Cuiabá.

De acordo com Guilherme Maluf, a discussão conjunta entre os nove estados é importante para promover maior integração e debater temas comuns, como a mineração, fronteira, agricultura, defesa sanitária, meio ambiente e reservas indígenas.

“Temos que estabelecer políticas conjuntas, pautas temos diversas, precisamos também trazer os parlamentares federais para unificar os trabalhos e objetivar metas a serem cumpridas para não ficar apenas no debate”, afirmou Maluf, que esteve acompanhado dos deputados Pedro Satélite e Wagner Ramos, além de 15 parlamentares de outros estados que participam do encontro.

Segundo o governador Pedro Taques, como existem muitos temas comuns nos nove estados, vai propor aos demais governadores a realização do evento conjunto no próximo ano.

“Para que possamos ter uma reunião conjunta entre o Fórum de Governadores e os parlamentares, tudo que apresentarmos tem que ser aprovado pelas Assembleias Legislativas e vejo como necessária essa interlocução e maior aproximação”, afirmou o governador.

Taques também lembrou que Mato Grosso já participa do Fórum do Brasil Central, onde vários temas conjuntos são discutidos entre os estados do Centro-Oeste somado com Rondônia e Tocantins.

PARLAMENTO AMAZÔNICO -A reunião entre os deputados aconteceu nesta quinta-feira (24) pela manhã, na Assembleia Legislativa. Entre os assuntos que entraram na pauta de discussão da reunião, a Lei Kandir e a maior participação do Governo Federal na proteção da fronteira foram consideradas como prioridades por Maluf para serem desenvolvidos pelo Parlamento Amazônico.

Também foram discutidos o tráfico humano na Amazônia e o manejo e exploração sustentável do jacaré na Amazônia. Além de deputados de Mato Grosso, também participam parlamentares dos estados que compõem a Amazônia Legal brasileira: Amazonas, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Pará, Maranhão e Tocantins.

Ao todo, são 252 deputados estaduais compondo o Parlamento Amazônico. Os parlamentares se reúnem regularmente, sempre em uma capital amazônica e discutem soluções para problemas enfrentados pelos estados.